Sociedade

Ministra quer mais alunos nas universidades

O número de alunos a frequentar o ensino superior em Angola está muito abaixo da média normal, com base na actual taxa bruta de escolarização, disse, em Luanda, a ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação.

01/12/2022  Última atualização 09H11
Maria do Rosário Sambo traça novos objectivos © Fotografia por: Edições de Novembro

Maria do Rosário Bragança considerou, na abertura do Conselho Nacional do Ensino Superior e do sector da Ciência, Tecnologia e Inovação 2023-2027, realizado terça-feira, em Luanda, que ainda há um longo caminho a percorrer, para se alcançar metas mais altas.

A ministra recomenda, ainda, uma análise das políticas e programas de fomento e promoção da investigação científica, desenvolvimento tecnológico e inovação. "Existem avanços que requerem consolidação, mas o contexto obriga à tomada de medidas de políticas urgentes e consistentes, para a melhoria das condições e da oferta formativa no Ensino Superior”, disse.

Para alguns objectivos, esclareceu, é preciso um esforço coordenado entre o Executivo, as Instituições do Ensino Superior (IES) e a sociedade, para um balanço positivo do sector até 2027.

"As políticas a serem implementadas devem permitir enfrentar os desafios que persistem nos domínios do Ensino Superior e da Ciência, Tecnologia e Inovação (CTI), a médio e longo prazo”, pediu, acrescentando que o sector tem escassez de pessoal.

"A eficácia formativa é muito baixa, ao nível da graduação e pós-graduação”, apontou, além de alertar para a excessiva concentração da população estudantil em áreas sem as Ciências, Tecnológicas, Engenharia e Matemática (STEM).

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade