Mundo

Ministra assume culpa pela gestão caótica na saída do Afeganistão

A ministra da Defesa holandesa, Ank Bijleveld, anunciou, ontem, a demissão, após a gestão caótica da retirada de civis do Afeganistão, seguindo as passadas da titular dos Negócios Estrangeiros, Sigrid Kaag, que se demitiu na quinta-feira.

18/09/2021  Última atualização 07H05
Ank Bijleveld criticada pelo caos na saída do Afeganistão © Fotografia por: DR
"Informei ao meu partido e ao Primeiro-Ministro Mark Rutte de que vou pedir ao rei para aceitar a minha demissão”, declarou Ank Bijleveld, um dia após a aprovação pelo Parlamento de uma moção de reprovação criticando o Governo por não ter conseguido retirar do Afeganistão cidadãos afegãos que trabalharam com as tropas holandesas e não ter prestado atenção aos sinais que faziam prever uma tomada rápida do poder pelos talibãs, depois de o Parlamento ter instado, inclusive desde o ano passado, à retirada desses civis do país.

 A ministra demissionária assegurou também, em declarações à imprensa, não querer "atrapalhar o importante trabalho” dos seus colegas que estão ainda a tentar retirar pessoas do território afegão.


  CABO VERDE
Aprovado novo acordo para facilitação de vistos


O Parlamento Europeu deu luz verde à proposta de alteração do acordo de facilitação de vistos entre a União Europeia (UE) e Cabo Verde, que reduz a taxa a pagar e simplifica a burocracia, noticiou, ontem, a comunicação social.

Segundo a Lusa, o acordo de facilitação de vistos alterado e aprovado, em Estrasburgo, reduz a taxa a cobrar pelo tratamento dos pedidos de visto de curta duração - até 90 em qualquer período de 180 dias - e simplifica a lista de documentos a apresentar, entre outros aspectos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo