Política

Ministério lança apelo à identificação de autores

O Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS) apelou, ontem, a UNITA a ajudar as autoridades a identificar os autores de actos de agressão e intimidação contra jornalistas da Televisão Pública de Angola e da TV Zimbo durante a cobertura da manifestação convocada por aquele partido.

12/09/2021  Última atualização 05H30
© Fotografia por: DR
Num comunicado, o MINTTICS refere que acompanhou, com profunda preocupação, os actos de agressão e intimidação a que foram sujeitas as equipas de reportagem da TPA e da TV Zimbo durante a cobertura da referida manifestação.

"O MINTTICS lamenta o sucedido por estarem em causa direitos consagrados na Constituição da República de Angola e por se tratar de uma atitude inqualificável e de violação ao exercício da liberdade de imprensa”.

O MINTTICS apela às entidades de defesa dos jornalistas a assumirem igualmente as suas responsabilidades, não se calando diante da flagrante e condenável situação de intolerância política. Solidariza-se com todos os jornalistas, em especial os da TV Zimbo e TPA, e apela aos órgãos de Comunicação Social "a não se deixarem intimidar por aqueles que negam a coabitar em democracia”.


Reacção da TPA

A TPA repudiou a agressão contra os profissionais registando, com preocupação, "que um partido político veja nos jornalistas adversários e transfira para estes frustrações pelo fracasso nas contendas com os seus reais contendores”. "Ao constatar que as agressões ultrapassam as regras básicas de convivência, a TPA alerta a opinião pública nacional e  internacional do perigo que este tipo de comportamentos representam para a consolidação dos valores da democracia”, refere a nota, acrescentando que "enquanto a direcção da UNITA não se retratar publicamente, a TPA reserva-se no direito de proteger os seus jornalistas, não enviando equipas para cobrir actividades de iniciativa deste partido”.


TV Zimbo repudia

Numa nota de repúdio, a  TV Zimbo exige à direcção da  UNITA para que tenha uma cultura de paz e de cidadania,  e que oriente os seus militantes, simpatizantes para que respeitem os valores consagrados na Constituição. "A TV Zimbo não é um partido político e nunca irá disputar eleições”, sublinha, exigindo que a UNITA "se pronuncie e se retrate sobre as tentativas de agressão de que foram vítimas os profissionais” da estação.


Sindicato dos Jornalistas

O SG do Sindicato dos Jornalistas Angolanos, Teixeira Cândido, disse que o que se passou "é obstrução à liberdade de imprensa”.  Condenou a forma como foram tratados os jornalistas da TV Zimbo e de outros órgãos. "Repudiamos esta atitude”, disse Teixeira Cândido.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política