Sociedade

Militares aprendem como se faz jornal

André da Costa

Jornalista

Uma delegação composta por 11 efectivos do Comando do Exército destacado no Monumento da Batalha de Kifangondo visitou, terça-feira (23), as instalações do Centro de Produção da Cuca da Edições Novembro, onde recebeu explicações sobre a produção de jornais.

24/11/2021  Última atualização 09H15
Foram dadas várias explicações
A delegação, chefiada pelo tenente Pedro Gomes, depois de passar por várias áreas, como a central técnica de produção de jornais, sala de impressão, de tintas e oficinas, recebeu explicações sobre a concepção dos jornais até à sua impressão e distribuição nas demais 17 províncias, assim como a recolha, tratamento e edição de conteúdos noticiosos.
 
As explicações foram dadas pelo administrador para a Área Técnica e pelo director de Produção, nomeadamente Gabriel Canqueza e Joaquim Quicuca, bem como pelos jornalistas Alberto Pegado e Rodrigues Cambala, que fizeram uma ampla abordagem sobre a produção de conteúdos noticiosos.

O chefe da delegação disse que a visita teve como principal objectivo inteirar-se sobre a produção de jornais, assim como recolher matérias publicadas sobre a Batalha de Kifangondo, ocorrida em 1975.

Pedro Lopes disse que estavam sem noção de como se produzia um jornal e que tipo de mudanças foram feitas na impressão, desde o modelo mecânico até ao mais moderno."Foi uma visita proveitosa, onde todas as dúvidas apresentadas foram esclarecidas", disse. 

A Edições Novembro é proprietária do Jornal de Angola, Economia e Finanças, Jornal dos Desportos, Metropolitano, Planalto, Ventos do Sul e outros títulos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade