Regiões

Milhares de consumidores sem fornecimento de água

Pelo menos 25 mil consumidores, do casco urbano e periferia da cidade do Huambo, estão, desde a passada sexta-feira, privados do fornecimento de água potável, devido à inundação registada na Estação de Tratamento de Água do Rio Culimahãla, tendo causado infiltração nos equipamentos eléctricos, em consequência das fortes chuvas que se abatem sobre a província.

08/01/2020  Última atualização 11H08
Francisco Lopes | Edições Novembro © Fotografia por: Um ângulo da cidade do Huambo onde a central de tratamento de água ficou inundada

O chefe do Departamento técnico da Empresa de Saneamento e Águas do Huambo avançou que vários equipamentos, como electro-bombas, compressores, filtros, bombas de vácuo do compressor e sistema de pulsador, ficaram danificados, acrescentando que alguns meios técnicos foram desmontados e enviados às instalações do CFB-Huambo para secagem em estufa.

Filipe Chilala apelou aos consumidores a manterem a calma, porque, disse, esforços estão a ser envidados para a reparação dos equipamentos, que vão permitir a reposição, no mais curto espaço de tempo, do fornecimento de água potável. Em 2016, recordou, uma situação do género foi registada.
A Estação e Tratamento de Água do rio Culimahãla, localizada no bairro da Bomba Alta, tem capacidade para bombear 2.720 metros cúbicos por hora, mas, neste momento, estão apenas disponíveis mil metros cúbicos, que cobrem parte do casco urbano e algumas zonas periféricas da cidade do Huambo.
As chuvas, acompanhadas de fortes ventos, causaram ainda inundações a várias residências construídas de forma anárquica, nas margens do rio Culimahãla.

Manutenção em zonas de Benguela 

As zonas C, D e F do município de Benguela ficam privadas do fornecimento de água das 8 às 18 horas de quinta-feira, devido a trabalhos de limpeza e manutenção dos equipamentos.

Segundo uma nota de imprensa da Empresa Pública de Água e Saneamento, as zonas A e B do município de Benguela ficam também privadas do fornecimento de água das 12 horas de quinta-feira às 20 horas de sexta-feira.
A direcção da Empresa Pública de Água e Saneamento de Benguela apela ao público consumidor no sentido de efectuar reservas, para se evitarem constrangimentos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões