Economia

Mercado nacional oferece boas oportunidades de negócios

O ministro da Economia e Planeamento afirmou, sexta-feira(2), em Lisboa, que o país está aberto ao investimento privado nacional e estrangeiro, com condições fiscais justas para todos os que pretendam apostar no desenvolvimento económico do país.

03/12/2022  Última atualização 08H50
Mário Caetano João fala das vantagens no agro-negócio © Fotografia por: DR
Mário Caetano João convidou os empreendedores a tirarem o máximo proveito das oportunidades de investimento que o país oferece, em vários domínios. Nessa linha, foram indicados os sectores da construção, energias renováveis e, em especial, do agronegócio, com realce para a produção de frutas tropicais e cereais, que permitirá, num futuro próximo, garantir a sustentabilidade da segurança alimentar do país, referiu.

 O governante falava durante a abertura do 1° Fórum Técnico de Empreendedorismo e Desenvolvimento, promovido pela Embaixada de Angola em Portugal, com apoio do Instituto Politécnico de Lisboa, que reuniu homens de negócio dos dois países, em Lisboa.

 No evento, o ministro da Economia e Planeamento   sugeriu aos empresários para contribuírem no processo da aproximação dos dois mercados, sublinhando o impacto que essa iniciativa terá no crescimento económico de ambos os países.

 Os empreendedores na diáspora, disse, podem desempenhar um papel importante na facilitação do comércio e dos investimentos entre Angola, de onde são originários, e Portugal, como, por exemplo, no domínio das franquias.

 Para o governante, o evento surge num contexto muito interessante da procura de Angola como um mercado sólido, transparente e previsível, distante do modelo de operação logística de distribuição de produtos importados, como foi no tempo da guerra.

 O embaixador de Angola em Portugal, Carlos Alberto Fonseca, reafirmou, a propósito, que a diversificação da economia diminuiu a dependência do petróleo, como antes se verificava.  Salientou, também, que a agricultura ocupa um lugar importante para a diversificação, assim como a agro-indústria.

 Apelou aos empresários a investirem em Angola, país que "tem muito para oferecer”. Durante o encontro, foram abordados temas como "Potencialidades e desafios de Angola no mundo actual”, "A educação, o Desenvolvimento e a Era digital” e "A Agricultura, a Indústria de Transformação e de Distribuição”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia