Economia

Mercado cambial tem taxas mais próximas

A venda do dólar e do euro nos bancos comerciais e nas casas de câmbio licenciadas pelo BNA apresenta-se com taxas muito aproximadas, apurando-se um diferencial de mais ou menos 30 kwanzas por cada nota, de acordo com o histórico cambial do mês de Agosto divulgado pelo banco central.

13/09/2021  Última atualização 05H15
© Fotografia por: DR
Como referência, os 24 bancos comerciais listados apuraram uma taxa média, no final do mês, de 649 kwanzas para a venda do dólar, quando as 25 casas de câmbio cobravam 678 kwanzas pela nota do dólar dos Estados Unidos.

Em relação ao euro, no mesmo período, os bancos fixaram uma taxa de 768 kwanzas, enquanto as casas de câmbio a de 792 kwanzas, respectivamente.

Em relação aos bancos comerciais, para esta segunda-feira (13), o câmbio mais atractivo na venda do dólar está a ser praticado no Finibanco (634,000) e o mais alto no BPC (648,332). Quanto ao euro, quem menos pede por cada nota é o BAI (755,680), deixando a taxa mais cara com o Banco Comercial do Huambo (BCH), que pede 777,920 kwanzas por cada nota da moeda europeia.

O maior acesso às divisas por parte dos importadores está também a facilitar o desempenho dos operadores bancários e das casas de câmbio, pois há menos necessidade de recorrer-se aos vendedores informais, cada vez menos procurados.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia