Cultura

Memorial Agostinho Neto acolhe a abertura oficial

A abertura das actividades alusivas ao 8 de Janeiro, Dia da Cultura Nacional, acontece amanhã, às 10h00, no Memorial Dr. António Agostinho Neto, com a deposição de uma coroa de flores no sarcófago do primeiro Presidente de Angola, António Agostinho Neto.

05/01/2022  Última atualização 10H05
© Fotografia por: DR
O Arquivo Nacional de Angola (ANA) acolhe, no sábado, às 10h00,  o acto central do 8 de Janeiro, cujo lema este ano é "Identidade, Diversidade e  Cultura da Angolanidade”.


O Gabinete de Comunicação Institucional e de Imprensa, do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, informou, em comunicado, que o Dia da Cultura Nacional constitui um marco importante para a difusão da diversidade cultural do nosso país e pelo sentido de endogeneidade caracterizado pela relação entre tradição e modernidade.


O comunicado refere  que, inibidos pelo impacto negativo da Covid-19, "restringimos a edição deste ano, a programação das comemorações do dia 8 de Janeiro, Dia da Cultura Nacional, a temas musicais maioritariamente instrumentais, um recital de poesia e a tradicional  outorga de diplomas de mérito a artistas e funcionários, pela sua contribuição para o desenvolvimento da cultura angolana”.


No ano passado, a abertura das actividades alusivas ao 8 de Janeiro foi marcada pela inauguração de uma exposição colectiva de artes plásticas, realizada no Museu  de História Natural, em que foi homenageado o pintor Paulo Jazz. O Dia da Cultura Nacional surge na sequência de um discurso feito pelo presidente da Mesa da Assembleia geral da União dos Escritores Angolanos (UEA), Agostinho Neto, sobre a cultura nacional, em 1979, aquando da tomada de posse dos corpos gerentes da UEA, transformando-se numa referência fundamental em qualquer discussão sobre a problemática da cultura angolana.


Num excerto do discurso proferido, Agostinho Neto referiu que "a Cultura não se pode inscrever no chauvinismo  nem pretende evitar o dinamismo da vida.  A Cultura evolui com as condições materiais e, em cada etapa, corresponde a uma forma de expressão e de concretização de actos materiais”.


Foi devido a esse discurso que em 1986 foi instituído o Dia da Cultura Nacional, em Decreto-lei nº 21, publicado no Diário da República nº 87, I série, de Novembro de 1986, em homenagem ao discurso do primeiro Presidente de Angola.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura