Mundo

Membros da Resistência Galega confessam crimes em Tribunal

Quatro membros da Resistência Galega, o grupo terrorista responsável por 35 ataques com explosivos, em diferentes zonas de Espanha, admitiram os crimes, segunda-feira (24), e aceitaram as penas acordadas com o Ministério Público espanhol e a Associação das Vítimas do Terrorismo.

25/01/2022  Última atualização 05H10
© Fotografia por: DR
Segundo o jornal espanhol El Mundo, Antón García Matos e Asunción Losada Camba receberam a pena mais pesada: 28 anos e três meses de prisão. Estavam acusados de serem os dirigentes do grupo, além de fabrico e tráfico de explosivos, posse ilegal de armas e falsificação de documentos.
 Os outros dois membros, Miguel García Nogales e Xoan Manuel Sánchez, foram condenados a quatro anos e meio e três de prisão, respetivamente, por pertencerem a uma organização terrorista.

García Nogales foi o único arguido a querer prestar declarações em tribunal. Nos últimos minutos do julgamento, defendeu que a sua "militância nunca foi orientada para o terror, mas, pelo contrário, para o amor”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo