Sociedade

Médicos especializam-se no Hospital do Prenda

Cerca de 149 médicos oriundos das 18 províncias do país, frequentam o internato de especialidade no Hospital do Prenda, no âmbito de um programa de formação contínua lançado em 2020, pelo Ministério da Saúde.

27/11/2021  Última atualização 08H00
© Fotografia por: DR
A informação foi avançada ontem, em Luanda, pelo secretário de Estado da Saúde para a Área Hospitalar, Leonardo Inocêncio, durante o acto de abertura das Primeiras Jornadas Científicas do Hospital do Prenda que vai decorrer em dois dias, sobre o lema: "Internos de Excelência, Atendimento de Qualidade".

Leonardo Inocêncio disse que os 149 internos estão a ser formados nas áreas de  Medicina Interna, Cirurgia, Maxilo-Facial, Neuro-Cirurgia, Bloco  Operatório, Imagiologia, Cardiologia entre outras disciplinas médicas.  
Após concluída a formação, de acordo com Leonardo Inocêncio, os especialistas  voltarão para as  províncias de origem, onde deverão  servir nas várias unidades hospitalares.

"Como resultado, aos poucos, vamos substituindo os especialistas expatriados que trabalham em Angola em regime de internato ficando apenas os que forem estritamente necessários", sublinhou o responsável.
O secretário de Estado da Saúde frisou que o Hospital do Prenda beneficiou de um bónus presidencial, o que lhe permitiu ser equipado com um tomógrafo de alta resolução, aparelho de raio X e dois ecógrafos.

Questionado sobre as constantes faltas de medicamentos nos hospitais, Leonardo Inocêncio respondeu que está em andamento um  concurso público para a aquisição de fármacos diversos com particular realce aos antimaláricos.
 De acordo com o governante,  o Ministério da Saúde possui um plano de contingência para as doenças mais comuns como malária e febre tifóide.

Sobre as Primeiras Jornadas Científicas do Hospital do Prenda, Leonardo Inocêncio disse que,  o objectivo fundamental é melhorar a prestação de cuidados de saúde e permitir a troca de experiência entre os médicos recém-formados e os mais experientes.  sobre as novas técnicas de abordagem ao paciente.

Por seu turno o director geral do Hospital do Prenda, Tomás Cassinda, disse que ás Jornadas Científicas têm como objectivo principal melhorar a capacidade dos internos de especialidades e motivá-los ao incremento da actividade de pesquisa na busca das melhores opções de tratamento para as várias patologias diagnosticadas.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade