Sociedade

Médico é condenado por extorsão a paciente

Flávia Massua | Saurimo

Jornalista

Um médico estomatologista do Hospital Geral da Lunda-Sul (HGLS) foi julgado e condenado, na semana finda, pelo Tribunal Provincial, a uma pena de um ano e meio de prisão, convertida em multa, depois de encontrado em flagrante, por uma equipa da Inspecção Geral da Administração do Estado (IGAE), a guardar o dinheiro cobrado a uma paciente em tratamento na área de otorrinolaringologia.

08/12/2021  Última atualização 06H30
© Fotografia por: DR
O delegado provincial da IGAE, Filomeno Vunge, esclareceu que o médico tentava extorquir 60 mil kwanzas, depois de realizar a lavagem bucal a uma paciente, e a sentença foi convertida em multa, por ser réu primário.


Instalada há um mês na província, a IGAE tem o registo de oito casos, maioritariamente de corrupção activa e passiva e assédio moral no local de trabalho. 


Filomeno Vunge apela aos gestores públicos a agirem em conformidade com a lei, lembrando que "as circunstâncias mudaram e a actuação em defesa dos bens públicos é a matriz da nova governação”.


O director do Gabinete Provincial da Saúde, Viegas de Almeida, lamentou o sucedido e disse que as denúncias recorrentes de casos do género não têm alterado o comportamento de extorquir dinheiro aos pacientes.


Viegas de Almeida informou que, além da pena convertida em multa, por reincidência, o médico corre, também, o risco de ficar sem a carteira profissional, por conduta lesiva aos  regulamentos da Ordem dos Médicos de Angola.


Nos últimos dois anos, lembrou, o sector da Saúde na província expulsou um médico, uma enfermeira e uma vigilante, por insistirem na venda de medicamentos e outros consumíveis destinados à assistência aos pacientes internados, além do desvio de mo-biliário hospitalar.


A lista inclui seis técnicos que aguardam por julgamento, três dos quais detidos. Com estas medidas, a Direcção da Saúde espera por mudanças de comportamento.  


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade