Cultura

Mediatecas exaltam obras de Kanguimbo Ananás

A Rede de Mediateca de Angola (REMA) enalteceu, quarta-feira, em Luanda, a escritora Kanguimbo Ananás pelo contributo na afirmação das artes angolanas em particular, e no domínio social, em geral.

27/05/2022  Última atualização 13H30
Escritora foi reconhecida pelo contributo dado para as artes © Fotografia por: DR

A homenagem foi marcada por momentos de dança, música e poesia de artistas nacionais, bem com entrega de diploma de mérito.

Para a directora da Rede de Mediateca de Angola (REMA) para a Área Técnica, Juliana Panzo, a homenagem à escritora é fruto do seu contributo e o percurso de vida que tem influenciado muito à nova geração.

A REMA, adiantou, assenta às acções na promoção de educação, informação, cultura e arte.

Dentro das estratégias de actuação, disse, decidiu distinguir uma mulher que influencia  positivamente a sociedade angolana, em especial jovens, por meio de acções como psicóloga e escritora.

O docente universitário Scoth Cambolo referiu que os escritos de Kanguimbo Ananás ajudam a enaltecer  o respeito aos valores culturais e a própria arte, numa poesia que não se esgota, mas que prevalece na memória, fruto da longevidade e solidez das obras.

Scoth Cambolo enalteceu, também, o contributo da escritora, referindo que a arte por si só convoca o autor a seriedade e verticalidade, virtudes de Kanguimbo Ananás.

A homenageada considerou o momento extraordinário e enalteceu a iniciativa da instituição não só pelo reconhecimento dos  feitos em prol da sociedades académica, literária e social no geral, mas também a juventude.

Natural do Namibe, a escritora tem no mercado nacional os livros "Seios do Deserto”, "O Avô Sabalo”, "Soba Kangueia e a Palavra”, "As Férias de Yahula”, "O regresso de Kambongue” e "Pétalas Rasgadas”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura