Desporto

Mbappé coloca França na fase de “mata-mata” 

Com dois golos de Mbappé no desafio da segunda jornada do Grupo D diante da Dinamarca, a França tornou-se este sábado na primeira selecção com visto no passaporte para o oitavo-de-final do Campeonato do Mundo que decorre no Qatar.

27/11/2022  Última atualização 09H49
Atacante francês Mbappé voltou a brilhar no Qatar no segundo jogo do mundial © Fotografia por: DR

O jovem atacante liderou os campeões mundiais na vitória por 2 a 1 no Estádio 974 em Doha, e tornou-se no principal candidato a Melhor Atleta da competição.

Com seis pontos na liderança isolada do grupo, resultante de duas vitórias, a França vai encarar a última jornada da fase regular sem pressão na próxima quarta-feira, 30. No desafio com os tunisinos, já arredados da fase seguinte, os "blues" podem aumentar o pecúlio no topo da classificação.

 

História do jogo

A Selecção francesa foi superior no primeiro tempo e criou diversas oportunidades, mas não teve sucesso para furar as redes dos dinamarqueses. A intensidade no ataque explorou a velocidade de Mbappé e Dembelé nas laterais que buscavam accionar Giroud na cara da baliza adversária.

A Dinamarca estava armada para conter a artilharia dos "netos" de Napoleão Bonaparte. Recuou os dois defesas laterais para montar uma linha de cinco e povoou o meio campo com quatro jogadores para bloquear a França. O resultado foi uma vantagem para os dinamarqueses na posse de bola, mas sofreram a pressão do adversário. As bolas na área levavam perigo. A França insistiu numa dinâmica de ataque continuado e criou novas tramas ofensivas. Aos 30 minutos, Mbappé cruzou antes da linha de fundo e a bola parou no pés de Kounde que finalizou firme. O remate foi bloqueado perto da linha de golo.

Na sequência, aos 33', Griezmann infiltrou na área e cruzou rasteiro, exigindo uma defesa de Schmeichel com o pé. A pressão francesa resultou em nove finalizações consecutivas, enquanto a Dinamarca só se defendia.

Em raro contra-ataque, os dinamarqueses responderam aos 35 minutos por meio de Cornelius que tabelou com Lindstrom no ataque e rematou forte para fora. Os franceses remataram 12 vezes contra dois da Dinamarca.

O jogo dava indícios de terminar como o sexto empate a zero da competição. A segunda parte reservou uma tónica diferente, mas com o mesmo roteiro. Aos 11 minutos, Mbappé ganhou uma disputa e rematou forte depois de cavalgar a longos metros. Schmeichel defendeu sem dificuldades. Três minutos depois, Tchouameni serviu Griezmann e mandou a bola para fora.

Depois de muita insistência, Mbappé inaugurou o marcador aos 15 minutos, depois de receber a bola na esquerda e accionou Hérnandez que vinha em velocidade. O lateral invadiu a área e devolveu para o menino do PSG, que fugiu de dois adversários, e atirou para a baliza.

A Dinamarca respondeu na sequência por meio de Christensen, que se antecipou a Rabiot e cabeceou sozinho para o empate. Tudo começou quando Erikson cobrou canto e Lindstrom pareceu na primeira trave para escorar para o meio da área.

Com o empate, as duas selecções estiveram mais ofensivas num jogo aberto e com oportunidades para ambos os lados. Aos 40 minutos, os franceses sorriram, quando Mbappé, outra vez, marcou o segundo golo "decisivo".

Com o terceiro golo, o atacante do PSG junta-se ao equatoriano Enner Valência no topo dos artilheiros da prova do Qatar e torna-se no segundo maior goleador francês no torneio com sete, atrás apenas de Fontaine, com 13.


"Salvador”: Imprensa francesa agradece a Mbappé

A imprensa francesa agradeceu ontem ao atacante Kyllian Mbappé pela vitória arrancada a cinco minutos do fim do jogo com a Dinamarca e qualificou os campeões mundiais aos oitavos-de-final do Mundial de Qatar.

Aos 23 anos, Mbappé mereceu destaque de "Salvador" no Jornal RMC Sports, acrescentando que o astro do PSG "fez a diferença" e foi "imparável" no duelo. A publicação deu nota 8,5 ao camisola 10, a maior entre os jogadores dos Blues. "Obrigado, Mbappé", complementou.

O L'Equipe enfatizou que o jovem jogador igualou Zinedine Zidane como o sétimo maior goleador da história dos Les Bleus com 31 tentos pela selecção e em menos partidas disputadas: 62, diante de 108 do ex-jogador.

O Jornal escreve que "Mbappé ainda não tem dois mundiais, mas já é o segundo maior artilheiro francês na história da competição. Agora, está à frente de Zidane, Platine (ambos com cinco), além de Thierry Henry (6)". À frente do "jovem furacão" está Just Fontaine que marcou 13 vezes no Mundial de 1958.

O Le Parisien também destaca a jóia francesa. "Campeão do Mundo aos 19 anos, Mbappé almeja a dobradinha com a selecção francesa pouco antes de completar 24 anos", ressaltou.

Se a França conquistar o troféu a 18 de Dezembro, o atacante levantará a taça dois dias antes de seu aniversário.

O periódico chama a atenção para outras estatísticas do jogador. Mbappé é o único jogador a igualar Pelé em golos marcados em Mundiais antes de completar 24 anos.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto