Regiões

Matala e Humpata registam casos positivos de Covid-19

Domingos Mucuta | Lubango

Jornalista

Os municípios da Matala e da Humpata entraram, esta semana, nas estatísticas de regiões da província da Huíla com registo de casos positivos da pandemia, revelou, ontem, no Lubango, a porta-voz da Comissão Provincial Multissectorial de Prevenção e Combate à Covid-19.

08/10/2020  Última atualização 09H33
DR

Luciana Guimarães informou, na habitual conferência de imprensa sobre a evolução da Covid-19 na Huíla, que dois casos positivos foram registados no município da Humpata e da Matala.

A também directora do Gabinete Provincial da Saúde referiu que o município do Lubango é o epicentro da doença na província da Huíla. Precisou que, dos 108 casos confirmados na Huíla, mais de 100 foram registados no município do Lubango.
Dos casos registados na Huíla, explicou, 76 têm vínculo epidemiológico identificado, nove são importados e oito sem vínculo epidemiológico. Luciana Guimarães informou igualmente que 42 pessoas estão em quarentena institucional, dos quais 20 no Lubango, 11 na Matala, nove em Quilengues e dois no Quipungo. Até ontem, a província da Huíla processou 347 amostras.

Medidas preventivas

A directora do Gabinete Provincial da Saúde sublinhou que a Comissão Provincial Multissectorial de Prevenção e Combate à Covid-19 adoptou várias medidas preventivas para evitar o alastramento da pandemia, entre as quais a testagem corrente, a recolha de amostras dos contactos directos e pulverização de residências e ruas.
O processo de pulverização está a ser realizado com tractores-cisterna carregados de água com lixívia, cujo nível de eficácia para a eliminação do vírus é de mais de 80 por cento.

Luciana Guimarães anunciou a realização, nos próximos dias, de estudos, complementados com inquérito, para avaliar o grau de exposição das pessoas nos bairros com casos positivos, enquanto decorrem acções formativas contínuas para o pessoal de saúde, efectivos da Polícia Nacional e do Serviço Nacional de Protecção Civil e Bombeiros.

A directora do Gabinete Provincial da Saúde anunciou a transferência das vítimas mortais da Covid-19 da morgue do Hospital Central do Lubango para uma outra pertencente a Direcção Municipal de Saúde.
Luciana Guimarães apelou ao cumprimento escrupuloso das medidas de biossegurança, numa altura em que pediu calma e paciência às famílias que aguardam pelos resultados de teste de confirmação exigidos pelas autoridades ao ente-querido falecidos por suspeita de Covid-19.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões