Regiões

Masseca tem serviços de saúde mais próximos da população

Carlos Paulino | Menongue

Jornalista

Segundo o governador da província do Cuando Cubango, habitantes da localidade vão deixar de percorrer mais de 20 quilómetros até à sede da comuna do Longa ou 100 quilómetros até à cidade de Menongue em busca de assistência médica e medicamentosa

19/04/2022  Última atualização 09H25
A unidade sanitária foi construída no âmbito do Programa de Desenvolvimento Local e de Combate à Fome e à Pobreza © Fotografia por: Edições Novembro

Mais de quatro mil habitan-tes da aldeia de Masseca, a 23 quilómetros da sede co-munal do Longa, município do Cuito Cuanavale, na província do Cuando Cubango, deixam de percorrer longas distâncias em busca de assistência médica e medicamentosa, com a inauguração de um posto de saúde, devidamente apetrechado. 

Orçado em 42.938.625 kwanzas, a unidade sanitária foi construída numa área de 1.200 metros quadrados, num prazo de seis meses, pela empresa Paulino Cafilovi, e conta com um consultório, farmácia, sala de observação materno-infantil e tratamento local para incineração de lixo hospitalar. 

O posto de saúde, erguido no quadro de um financiamento do Banco Mundial, vai ser assegurado, numa primeira fase, por dois enfermeiros, que vão atender pacientes nas especialidades de Medicina, Pediatria, Nutrição, Planeamento Familiar, consultas pré-natal e pequenas cirurgias. 

O governador do Cuando Cubango, José Martins, que inaugurou, sexta-feira, o posto de saúde, disse que os habitantes de Masseca eram obrigados a percorrer mais de 20 quilómetros até à sede da comuna do Longa ou 100 quilómetros até à cidade de Menongue em busca de assistência médica e medicamentosa. Segundo o governante, a população enfrentava muitas dificuldades, o que fez com que o Governo Provincial desse prioridade à construção do posto de saúde.

Afirmou que as doenças mais frequentes são a malária, doenças respiratórias e diarreicas, infecções urinárias e da pele. Na aldeia do Luassingua, na comuna do Longa, o governador do Cuando Cubango inaugurou, também, um sistema de abastecimento de água, construído pela empresa Consud, num espaço de 850 metros quadrados. As obras ficaram orçadas em 22.449.833 kwanzas. 

O sistema de abastecimento de água, executado também pelo Instituto de Desenvolvimento Local (IDL), conta com um reservatório de cinco mil litros, dois fontenários e uma lavandaria, para beneficiar 1.200 pessoas, que, até então, consumiam água retirada directamente do rio Luassingua, onde muitos habitantes já foram atacados por jacarés. 

Na sede comunal do Longa, José Martins inaugurou ainda um parque infantil, denominado Mwene Mbango, construído numa área de 900 metros quadrados, pela empresa 3C, durante três meses, com obras orçadas em 45 milhões de kwanzas, no quadro do Programa de Desenvolvimento Local. 

Segundo o governador, as inaugurações fazem parte da jornada dos 20 anos da conquista da paz e reconciliação nacional, uma acção enquadrada também nas palavras de ordem do saudoso Presidente António Agostinho Neto: "o mais importante é resolver os problemas do povo". 

Realçou que foi por este motivo que o Governo da província, em parceria com o Banco Mundial e o IDL, conseguiu colocar à disposição dos habitantes do Luassingua, Masseca e da sede comunal do Longa importantes infra-estruturas, que faziam muita falta à população. 

José Martins apelou aos habitantes da comuna do Longa a preservarem bem as infra-estruturas inauguradas, para que possam durar muito tempo e beneficiar, também, outras gerações. 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões