Economia

Mário Oliveira defende maior vigilância nos serviços financeiros digitais

JA Online

O ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, Mário Oliveira, defendeu, terça-feira, em Luanda, maior vigilância nos serviços financeiros digitais, tendo em conta o substancial aumento de fraudes neste campo virtual.

23/11/2022  Última atualização 15H18
© Fotografia por: ANGOP

Ao intervir na abertura do II Seminário de Alto Nível sobre as Centrais Privadas de Informação de Crédito, Mário Oliveira considerou, também, que as centrais privadas de informação de crédito desempenham um papel crucial na cedência de créditos, inclusão financeira e na melhoria do ambiente de negócios no país.

Para o ministro das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, o acesso aos serviços financeiros depende, em grande medida, da disponibilização de informação digital ao domínio das instituições afins, sobretudo nas micro, pequenas e médias empresas e dos particulares.

Sublinhou citado pela ANGOP, que a Agência de Protecção de Dados (APD) e a Central de Informação de Riscos de Crédito (CIRC) deverão contribuir para o desenvolvimento da sociedade angolana, transmitindo confiança e qualidade, bem como a incorporação das camadas mais desfavorecidas no sistema financeiro nacional.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia