Mundo

Mais detidos por alegada conspiração para assassinar o Presidente de Madagáscar

Mais 21 pessoas foram presas por alegadamente estarem envolvidas numa conspiração para assassinar o Presidente de Madagáscar, Andry Rajoelina, e outras figuras proeminentes, anunciou o procurador-geral do Tribunal de Recurso na capital, Antanananarivo, de acordo com a imprensa local.

02/08/2021  Última atualização 18H11
© Fotografia por: DR

"As provas materiais nas mãos dos investigadores são tangíveis e tornaram possível identificar os principais instigadores da operação”, disse Berthine Razafiarivony, durante uma conferência de imprensa no domingo à tarde.

Entre as 21 pessoas detidas, 12 são das forças armadas, incluindo cinco generais, dois capitães e quatro oficiais subalternos, bem como quatro gendarmes e militares reformados, tanto malgaxes como franceses, e cinco civis.

Os 21 detidos, 14 dos quais continuam sob custódia policial, somam-se às seis pessoas detidas em 20 de Julho, incluindo um nacional francês e um franco-malgaxe, antigos membros do Exército e a Gendarmerie Nationale (a força policial do país).

Outro indivíduo com dupla nacionalidade e três nacionais malgaxes fazem parte da lista dos detidos em 20 de Julho.

Segundo o Ministério Público malgaxe, vários materiais foram confiscados durante as investigações, incluindo uma espingarda, dinheiro, dois veículos todo-o-terreno, telefones e equipamento informático.

Um dos documentos confiscados continha um "plano estratégico, político e operacional” para eliminar cinco altos funcionários do Governo malgaxe, a fim de derrubar o executivo e tomar o poder, revelou Razafiarivony, de acordo com os jornais locais.

Além disso, entre os ‘e-mails’ registados, os investigadores encontraram uma mensagem dirigida à companhia petrolífera Madagáscar Oil a pedir financiamento e colaboração, algo que a companhia confirmou em declarações aos meios de comunicação social no final de Julho.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo