Política

Mais de 900 metros quadrados limpos de minas

Novecentos e dez mil, duzentos e vinte e oito metros quadrados foram limpos de minas e outros engenhos explosivos na província do Bié, em 2021.

08/01/2022  Última atualização 09H20
© Fotografia por: DR
Segundo um documento da Agência Nacional de Acção Contra Minas, citado pela Angop, a acção permitiu remover e destruir 191 minas anti-pessoais e 21 anti-tanques, 579 engenhos explosivos não detonados diversos, três mil 548 munições de pequeno calibre (menores de 12,7 milímetros).

Foram abrangidas a reserva fundiária de Caluapanda, na zona de Caluco, troço rodoviário da ponte sobre o rio Cuquema até ao desvio das comunas do Ringoma e Umpulo, troço e bermas das pontes sobre os rios Wava, Ndolo, Cunhinga, Mbale I e II.

Trabalhou-se ainda na ponte sobre o rio Nduluma, troço Nharea/Dando, Cunhinga / Capeio, Camacupa/Cuemba, pólo de desenvolvimento industrial do Cunje, localidades de Calombambi, Massamba, Chaneca entre outras.

Foram registados cinco acidentes, nomeadamente nos municípios  do Andulo, com dois, Cuemba, Cunhinga e Cuito, com um cada. Os  sinistros  causaram duas vítimas mortais, nove feridos  e  a  destruição  parcial de uma niveladora.

No âmbito do Plano Provincial Operacional de Acção contra Minas, o Governo e parceiros apostam na sensibilização das pessoas, com destaque para as crianças, camponeses, lenhadores e caçadores, com vista a reduzir o impacto das minas nas comunidades.

Comparativamente a 2020, houve uma redução significativa de áreas clarificadas, já que neste período foram limpos dois milhões, 249 mil e 544 metros quadrados, onde foram removidas e destruídas 116 minas anti-pessoais, 36 anti-tanques, três mil e 708 de engenhos explosivos não detonados e sete mil e 473 munições diversas.

Com 70 mil e 314 quilómetros quadrados, as autoridades locais controlam cerca de 101 campos suspeitos de minas. Estão envolvidos nesse processo o Instituto Nacional de Desminagem (INAD), entre outros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política