Sociedade

Mais de 300 jovens recebem kits profissionais

Marcelino Wambo | Huambo

Jornalista

Um total de 355 jovens formados pelo INEFOP beneficiou, Sexta-feira(17), na cidade do Huambo, de kits profissionais no quadro do Plano de Acção para Promoção e Empregabilidade (PAPE) no sentido de garantir o auto-emprego.

18/06/2022  Última atualização 10H25
A preocupação com os jovens é permanente e as acções para o primeiro emprego falam por si © Fotografia por: Marcelino Wambo|Edições Novembro

O vice-governador do Huambo para o Sector Técnico e Infra-estruturas disse na cerimónia de entrega que o Governo da Província pretende atingir com o PAPE, que teve início em 2019, perto de 4 mil e 500 beneficiários formados nos distintos cursos profissionais com respectivos kits que irão facilitar o auto-emprego e mitigar os níveis de pobreza.

Elmano Inácio Francisco frisou, no mesmo âmbito, que foram concebidos 10 microcréditos e 27 carteiras profissionais que irão facilitar o estágio na empresa pública ou privada de acordo com a sua formação profissional.

O vice-governador para o Sector Técnico e Infra-estruturas apelou aos formandos, com os kits em sua posse, para que possam criar pequenas e médias empresas e por via disto, facilitar empregar aqueles jovens que ainda não tiveram a mesma oportunidade e incentivá-los a trabalhar para sustento das suas família visando promover o auto-emprego e a diversificação da economia.

Ao todo, o Plano de Acção para Promoção e Empregabilidade (PAPE) vai gerar mais de Mil e 172 empregos indirectos. O director provincial do Inefop, Edivaldo Costa, disse à imprensa que os jovens formados nos cursos de electricidade, pastelaria, mecânica básica e corte e costura, alvenaria, agricultura e ainda irão beneficiar de um período de estágio nas distintas empresas públicas e privadas no âmbito das assinaturas de protocolo das mesmas com o Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP). 

Garantiu que foram, do mesmo modo, entregues as carteiras profissionais para jovens que já exercem determinadas actividades mas que careciam de alguma documentação que prove a sua qualidade de serviço depois de terem sido submetidos a testes de avaliação.

Edivaldo Costa realçou que o Plano de Acção para Promoção e Empregabilidade (PAPE), extensivo nos onze municípios do Huambo, está a propiciar maior ocupação e empregabilidade na província de muitos jovens que se sentiam não ter nada para fazer devido à falta de desemprego.

Informou que actualmente encontram-se abertas as inscrições para os cursos de formação nas áreas de corte e costura, decoração, culinária, pastelaria, serralheria, marcenaria cabeleireiro, empreendedorismo e electricidade nos distintos centros de formação controlados pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP) do Huambo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade