Política

Mais de 11 mil estrangeiros repatriados desde 2020

Bernardo Capita

O serviço de Migração Estrangeiro em Cabinda (SME) repatriou, desde Março de 2020, mais de 11 mil cidadãos estrangeiros que residiam ilegalmente na província, informou, ontem, o director provincial da instituição.

24/07/2021  Última atualização 05H00
© Fotografia por: DR
Segundo o comissário de migração, João Ângelo Jeoveth, o repatriamento de cidadãos estrangeiros ilegais, maioritariamente da República Democrática do Congo (RDC), foi feito, de forma faseada, numa ordem estimada de 300 imigrantes quinzenalmente.
Informou, ainda, que todas as operações de repatriamento dos imigrantes ilegais da RDC foram testemunhadas pelo presidente da comunidade daquele país na província, Ngalabwe Kabuya, em representação da missão diplomática em Angola.  

 Cabinda, a província mais a norte do país, faz fronteira com o Congo Brazzaville e a RDC. Com 7.283 quilómetros quadrados, é a província com a menor extensão territorial. Tem mais de 716 mil habitantes.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política