Sociedade

Mais de 100 crianças morrem de má nutrição

Carlos Paulino | Menongue

Jornalista

As autoridades sanitárias na província do Cuando Cubango registaram, durante o ano que terminou, 17.669 casos de má nutrição, que causaram a morte a um total de 144 crianças menores de cinco anos.

14/01/2022  Última atualização 08H20
Desmame precoce e desconhecimento nutricional são as principais fontes da má nutrição © Fotografia por: NICOLAU VASCO | EDIÇÕES NOVEMBRO
Em declarações ao Jornal de Angola, o chefe provincial do Combate a má Nutrição, Inácio Cativa, disse que dos 17.669 casos registados em 2021, foram contabilizados 7.672 crianças curadas e 1.230 que não aderiram ao tratamento completo.

Sublinhou que, em 2020, foram registados 8.285 casos de má nutrição, dos quais 2.795 em crianças que tiveram cura, 119 outros casos terminaram em morte, 458 de pessoas que abandonaram o tratamento e 296 ficaram sem resposta.

Inácio Cativa disse que a situação nutricional no Cuando Cubango é bastante preocupante, tendo em vista o aumento significativo de casos no ano passado, comparativamente ao ano de 2020.

De referir que os municípios de Menongue, Cuchi, Cuangar e Cuito Cuanavale são os que mais registam casos de crianças desnutridas, provocados, fundamentalmente, por desmame precoce, alimentação precária, desconhecimento nutricional por parte dos pais ou encarregados de educação (principalmente nas zonas rurais) e pelo mal tratamento de malária, doenças diarreicas e VIH/Sida.

Segundo o Inácio Cativa, o aumento de casos de crianças desnutridas se deve, também, ao facto do Cuando Cubango registar, nos últimos dois anos, estiagem, inundações e praga de gafanhotos, fenómenos que fizeram com que muitas famílias ficassem sem comida. Actualmente, as unidades sanitárias da província do Cuando Cubango estão com rotura de suplementos, para o tratamento da má nutrição, por insuficiências no abastecimento, desde Outubro de 2021.

Inácio Cativa acrescentou que as autoridades sanitárias locais estão a envidar esforços junto do Ministério da Saúde e do UNICEF, para abastecerem os suprimentos necessários, sobretudo leite terapêutico, para a distribuição aos municípios, tendo em vista o aumento de crianças desnutridas.

O responsável informou que a Organização Não Governamental (ONG) Word Vision construiu, em 2020, três cozinhas comunitárias nos municípios de Menongue, Cuchi e Cuangar, que apoiam no combate à má nutrição.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade