Regiões

Luquembo rescinde contratos do PIIM

Luisa Victoriano | Malanje

A Administração Municipal do Luquembo, província de Malanje, rescindiu, recentemente, contratos com duas empresas que estavam a realizar as obras de reabilitação das vias Capunda/ Quimbango, e Capunda/ Cunga Palanca até à sede municipal, num total de 145 quilómetros.

22/06/2021  Última atualização 09H40
A informação foi avançada pelo novo administrador-adjunto para área Orçamental e Financeira, Adão Cabeto, explicando que os contratos foram rescindidos por falta de incapacidade técnica e  incumprimento das orientações da Administração Municipal e do grupo de acompanhamento provincial por parte do empreiteiro.  

"Nesta altura estamos a seleccionar outras empresas para dar continuidade às obras”, disse Adão Cabeto. Segundo o responsável, a continuidade  dos projectos em curso, no âmbito do Plano Integrado de Intervenção nos Municípios, a transparência na gestão da coisa pública e o estreitamento das relações com instituições públicas e privadas, fazem parte  das prioridades da Administração Municipal do Luquembo.

Adão Cabeto revelou que o município foi contemplado com seis projectos do PIIM, mas "à falta de capacidade técnica e de quadros das empresas contratadas estão a embaraçar a execução das acções”.Apesar destes constrangimentos, disse, duas escolas, uma situada na sede municipal e uma outra na co-muna de Quimbango, po-dem ser inauguradas entre os meses de Setembro e Ou-tubro do ano em curso.

Luisa Victoriano| Malanje

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões