Economia

Lunda-Norte aposta na criação de brigadas de mecanização

Armando Sapalo | Dundo

Jornalista

A província da Lunda-Norte vai, ainda este ano, trabalhar para o surgimento de uma brigada de mecanização agrícola que garanta a passagem de uma produção de subsistência para outra comercial, apoiada por empresários e o Governo.

04/10/2021  Última atualização 04H45
© Fotografia por: DR
Segundo o director do Gabinete Provincial da Agricultura, Pecuária e Pescas, José Mendes, a constituição de uma brigada de tractores é prioridade e tem-se em vista o aumento do peso do sector na economia local.


A falta de uma brigada de mecanização agrícola na Lunda-Norte,  para facilitar a desmatação e desbravamento de terras , tendo em vista   o aproveitamento dos solos, dificulta o trabalho da classe empresarial do ramo agrícola.


Dadas as dificuldades que os produtores enfrentam no que diz respeito à desmatação de terras, disse José Mendes, as autoridades da Lunda-Norte apostam no estabelecimento de políticas eficazes para a inversão do actual quadro.


Segundo o engenheiro agrónomo, a brigada vai permitir que a província deixe de continuar a depender da agricultura de subistência e passe a adoptar projectos mais estruturantes, que possam contribuir para o fortalecimento da economia local.


Estação agrária

A inoperância da Estação de Desenvolvimento Agrário  (EDA) Regional, com infra-estruturas modernas para armazenamento e comercialização de sementes e fertilizantes para os produtores, implantada no município de Capenda- Camulemba, na Lunda-Norte, está a causar impacto negativo na produção.


Construída pelo Ministério da Agricultura e Pescas, com o financiamento do Governo da Espanha, a infra-estrutura agrária, que entrou em funcionamento em 2013,  está agora vandalizada.

O director do Gabinete Provincial da Agricultura Pecuária e Pescas da Lunda-Norte, José Mendes, disse que a Estação de Desenvolvimento Agrário de Capenda-Camulemba tem um laboratório para estudo e análise dos solos. Esta infra-estrutura serve de ajuda na determinação das culturas mais indicadas, tendo em vista uma agricultura sustentável e com benefícios económicos para os produtores.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia