Política

Luísa Damião: “O MPLA é um partido sério e organizado”

Edna Dala

Jornalista

Ao ser o primeiro a apresentar a candidatura para as eleições gerais de 24 de Agosto, o MPLA pretende transmitir a mensagem de um partido sério e organizado que trabalha sempre na antecipação, e que não trabalha só quando há eleições, afirmou a vice-presidente Luísa Damião.

09/06/2022  Última atualização 08H40
© Fotografia por: Maria Augusta | Edições Novembro

Disse que o MPLA está em constante movimento e trabalha o tempo todo no sentido de reforçar o engajamento político, cujos resultados são visíveis: "Quando trabalhamos com a devida antecipação, planificação e organização necessária, podemos até ultrapassar o número de subscrições exigido por lei, e o MPLA passou essa cifra".

Questionada sobre se as últimas reuniões do Bureau Político do MPLA tiveram como objectivo eliminar da lista de candidatura nomes de figuras envolvidas em processos judiciais, a vice-presidente esclareceu que na primeira ocasião o órgão de cúpula do partido reuniu para analisar e apreciar a lista dos deputados e na segunda para ver o programa e o manifesto eleitoral.

Luísa Damião disse que está convencida que a lista do MPLA abarca figuras da sociedade civil, militantes destacados do partido que vão dar o melhor contributo no Parlamento.

Quanto à recomendação saída da última reunião do Comité Central do MPLA sobre a possibilidade de se fazer um ajustamento na lista de candidatos a deputados, a dirigente confirmou a aprovação de uma resolução denominada "resolução à cautela".

"Depois de entregarmos ao Tribunal Constitucional, caso seja verificado algum documento que não esteja em condições - o que não acreditamos, pois pensamos que quase todos estão -, ao abrigo desta resolução, vamos fazer o que for necessário", referiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política