Desporto

Luis Enrique não resiste no cargo

JA Online

Depois da eliminação da Espanha nos oitavos-de-final frente a Marrocos, nos penáltis, por 0-3, Luis Enrique não resistiu à ‘chicotada’ e foi demitido do cargo de seleccionador, afirmou esta quinta-feira a Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

08/12/2022  Última atualização 14H50
© Fotografia por: @RFEF

"A RFEF quer agradecer o trabalho de Luis Enrique e de toda a sua equipa técnica à frente da selecção nacional durante os últimos anos", pode ler-se no comunicado, citado pela Lusa.

"A direcção desportiva da RFEF apresentou ao presidente um documento em que se determina o arranque de um novo projecto para a selecção espanhola de futebol, com o objectivo de continuar o crescimento alcançado nos últimos anos graças ao trabalho realizado por Luis Enrique e pelos seus colaboradores”, prossegue o documento.

"A RFEF deseja energicamente a melhor das sortes a Luis Enrique e à sua equipa de trabalho nos seus futuros projectos profissionais. O técnico leva o carinho e a admiração dos seus colaboradores na selecção e em toda a federação, que será sempre a sua casa", conclui a missiva.

Luis Enrique tinha contrato até o fim do Mundial.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Desporto