Sociedade

Lucala e Samba-Cajú voltam a estar ligados por estrada

A circulação rodoviária na Estrada Nacional 320, que liga os municípios de Lucala e Samba-Cajú, província do Cuanza-Norte, foi restabelecida segunda-feira, à noite, três dias após a sua interrupção, devido a substituição da ponte metálica sobre o rio Cuso, que se encontrava em estado avançado de degradação.

29/01/2020  Última atualização 11H29
Nilo Mateus | Edições Nofvembro © Fotografia por: Durante três dias não houve circulação de viaturas a partir da ponte sobre o rio Cuso

A reabertura da via Lucala/Samba-Cajú foi testemunhada pelo governador provincial do Cuanza-Norte, Adriano Mendes de Carvalho, que oficialmente procedeu a sua reinauguração.

O governante, que acompanhou os trabalhos durante os três dias, considerou na altura a missão cumprida.
A nova ponte metálica mede 12 metros de extensão e 4,2 de largura, com uma capacidade para suportar cargas não superiores a 40 toneladas, foi duplamente refor-
çada ao meio, nas extremidades e por baixo.
Segundo o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas, na Estrada Nacional 320, que liga os municípios de Lucala e Samba-Cajú, no Cuanza-Norte, existem ainda duas pontes sobre os rios Cassuisse e Mandambela que devem ser substituídas com máxima urgência, dado o seu estado avançado de degradação.
Na mesma senda vai ser reabilitada a ponte sobre o rio Mucoso, na saída da vila do Dondo (Cambambe) que carece de manutenção, há algum tempo.
Mendonça Luís explicou que a via Lucala/Samba-Caju está totalmente esburacada e, para a sua reabilitação, a em-
presa responsável aguarda a disponibilização financeira por parte do Ministério da Construção e Obras Públicas. Por enquanto, está a ser montada no município de Lucala, um estaleiro onde vai funcionar a referida empresa.
O município de Samba Caju está situado a 104 quilómetros à Leste de Ndalatando e é um ponto de passa-
gem obrigatório para os municípios de Ambaca, Bolongongo, Quiculungo e Banga e para a província do Uíge até aos Dembos (Bengo), uma vasta área com potencialidades agrícolas.
Os trabalhos para a melhoria das vias entre Samba Caju, Banga, Quiculungo e Bolongongo estão em curso, embora não a um ritmo desejado, pois, se encontram a 40 por cento de execução, por falta de recursos financeiros, disse o vice-governador para os Serviços Técnicos e Infra-estruturas.
Nesta estrada foram feitas 12 estruturas de betão, entre pontes, pontões, pontecos e passagens hidráulicas, bem como a pavimentação da base.
No âmbito do Programa Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), prevê-se a reabilitação das vias de Kiluanje (Golungo-Alto) a Ngonguembo, Assude/Cerca, bem como Pambo de Sonhi (Samba Caju) à Quiculungo.
Constam igualmente do PIIM, a reabilitação e asfaltagem de três quilómetros nos bairros social da Juventude e do itinerário de acesso ao Centro Médico do bairro Sassa Sassa e igual distância na sede municipal do Lucala.
Mendonça Luís disse que os trabalhos de reposição da ponte sobre o rio Cuso começam no próximo domingo, com a previsão do seu término num prazo de quatro dias.
O vice-governador do Cu-anza-Norte anunciou que a reabilitação da Estrada Nacional 230, no troço que liga o Dondo (Cambambe) a Ndalatando (Cazengo), num percurso de 75 quilómetros, consta do Programa do Ministério da Construção e Obras Públicas para o ano 2021.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade