Cultura

Lubango: Agência Top Moche realiza desfile “Omuhapo Ovikuto”

Francisco Pedro

Jornalista

A cidade do Lubango acolhe, no dia 2 de Dezembro, o segundo desfile de moda da agência Top Moche, com o tema "Omuhapo Ovikuto".

06/11/2023  Última atualização 09H58
Desenhadora, designer e modelo Hilma Simão prepara a segunda edição de moda no Lubango organizada pela sua agência © Fotografia por: DR

O desfile "Omuhapo Ovikuto", expressão Nhaneca-Humbe que em português significa "Nossa Moda", vai decorrer no espaço Kopus Klub.

O evento vai juntar obras de 11 estilistas, nomeadamente AFrikanepa, Gatildo, HB Homem do Bem, Épelas Ruas, Hustle motivetion , JM Fashion, Muntanha, Cauêle, Dorcari e Ndjinaviuka.

Além de moda, a música rap consta do programa com renomados cantores da província da Huíla, como a Mãe das Rappers, Zelma Best Rapper, bem como o grupo de dança Barulho do Semba.

A directora da agência, Hilma Simão, afirmou que  "Omuhapo Ovikuto” é um evento que visa dar oportunidade aos estilistas e artistas renomados da Huíla para mostrarem as suas criatividades, e trata-se de uma actividade híbrida para quem deseja apreciar moda e música.

Embora assine os desenhos, estando limitada à costura, muitas das criações de Hilma são feitas com base no seu corpo, "infelizmente eu não desfilo, dou as minhas criações para outros modelos desfilarem porque não saio bem nas fotos, tal como a costura quem assume são outros profissionais".

Autodidacta na moda e em confecções, almeja uma formação em breve para superar em teoria e mais prática. "Desenho muito, mas preciso aprimorar, também, na costura".

Como novidades, a organizadora vai apresentar colecções à base de panos africanos com uma implementação  de detalhes modernos nos mais diversos trajes.

As criações são de panos africanos, porque "a Top Moche é uma colecção  de moda africana, em algumas ocasiões diversifico por conta da exigência do público e clientes".

Referiu que o  objectivo é continuar a inovar desde trajes para crianças aos de adultos. Até agora as suas criações foram apresentadas na Huíla, porém "tenho grandes projectos para outros lugares que por agora prefiro que fiquem  nos segredos dos deuses".

A estilista disse ter entrado no universo da moda a partir da Europa. Tudo começou em França, por ser apaixonada por panos africanos, lá ganhou amor pela moda africana moderna. Admitiu que sofreu influência de estilistas nacionais como Nadi Taty, Dina Simão, entre outras que têm  mostrado de forma surreal como a moda acontece no país.

O desfile conta com o apoio da G-Seven- Models, Retratos multimédia,  Revistas Lilás, o programa da TPA "Nós e a Noite", Gatildom Cauêle e Portal Yetu. A primeira vez que Hilma Simão organizou um evento de moda foi no dia 31 de Março último, no Centro de Arte do Lubango.

 
Perfil da estilista

Hilmane Simão é designer de moda  e estilista, há um ano e seis meses. Começou a organizar desfiles de moda na cidade do Lubango, tendo como objectivo a valorização de roupas africanas e enaltecer o que a cultura angolana dá sempre um contributo à arte têxtil. A sua história é longa em relação à moda.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura