Sociedade

Luanda: Governadora inspecciona infra-estruturas sociais

A governadora de Luanda inspeccionou, hoje, no município do Cazenga, as principais lagoas, bacias de retenção, trabalhos de terraplanagem das vias centrais e de outras infra-estruturas.

04/07/2020  Última atualização 21H14
DR © Fotografia por: Joana Lina foi conhecer de perto os principais problemas que afligem o Cazenga

Durante a jornada de campo, Joana Lina constatou o funcionamento das bacia de retenção do Tunga Ngó, BCA, Catumbela, Tio Kimbundo e a Vala do Suroca. Também aproveitou o momento e visitou o Palácio da Justiça, as escolas do Prédio, 3024 e 3015 e o mercado do Asa Branca.

A governadora visitou, ainda, as ruas do Porto Santo e das Condutas, Comando Municipal da Polícia do Cazenga e dos Bombeiros. Neste último ponto, Joana Lina encorajou os efectivos da corporação a continuarem com os trabalhos de destacamento de apoio à população local.
“Contamos com o vosso empenho, principalmente nesta altura menos boa que o mundo enfrenta à pandemia da Covid-19. Penso que, com o vosso serviço de apelo e sensibilização, junto das populações seja, cada vez mais, abrangente na luta contra o novo coronavírus”, disse a governadora da província de Luanda.

O administrador do Cazenga, Albino da Conceição, reconheceu os problemas do município, e lembrou que a Administração tem feito trabalho de terraplanagem e de limpeza nas principais bacias, a fim de dar melhor aspecto e saneamento.
Albino da Conceição esclareceu que trabalhos têm sido realizados, regularmente, no tempo seco, período em que as principais valas apresentam condições apropriadas para a intervenção.

“Terminou a época de chuvas e entramos para o período do reperfilamento de algumas bacias de retenção. Infelizmente, algumas ainda têm água e noutras esperamos, tão logo tenhamos as máquinas, dar início às obras de aprofundamento destas”, explicou o administrador do Cazenga.
Em algumas vias, acrescentou, estão a ser intervencionadas trabalhos de terraplanagem, apesar de que boa parte dos distritos não possuírem saneamento. Explicou que, em consequência disso, as pessoas fazem recurso as vias para se livrarem das águas domésticas.

Registados 400 crimes em um mês

Pelo menos, 447 crimes e infracções diversas foram registados no mês de Junho, no município do Cazenga, em Luanda, informou, sexta-feira, o comandante municipal da Polícia Nacional da circunscrição, o superintendente chefe, Joaquim da Conceição “Kim Preto”.
O oficial disse que, dos 447 crimes e infracções, destacam-se 64 de acidente viação, 21 homicídios voluntários e, destes, 10 frustrados, 13 violações sexuais e cinco ameaças de mortes.
Acrescentou que ainda o registo de 94 ofensas corporais, 89 de furtos, oito tentativas de roubo, um de fogo posto e duas tentativas de roubo de motorizadas.

“Kim Preto”, que falava na reunião de Conselho de Auscultação e Concertação Social do município do Cazenga, orientado pelo administrador da circunscrição, Albino da Conceição, também destacou os 89 crimes com recursos a armas de fogo.
As acções foram realizadas nos seis distritos do município, sendo os mais visados os bairros do Kima-Kieza e Hojy-Ya-Henda.
No encontro, os munícipes apresentaram preocupações relacionadas com a venda de drogas ilícitas, em algumas zona do bairro da Madeira, a não observância das medidas de prevenção contra à Covid-19 e dos jovens que praticam o exercícios físicos na via pública. Também referiram-se sobre a existência de grupos de marginais e o vazamento de informações por parte da corporação policial naquele município.

A escassez de água potável no bairro Hoji-Ya-Henda, a falta de condições nalguns postos de saúde, hospitais públicos e escolas, sobretudo a 3014, entre outras, foram as questões levantadas pelos habitantes do município.
Durante a reunião, foi apresentado o relatório das principais actividades realizadas durante o II trimestre deste ano, onde se destacam acções no sector da Saúde, relativamente aos cuidados primários.

Deste modo, foram adquiridos materiais de biossegurança e entregues aos centros e hospitais do município. Foram ainda construídas e reabilitadas infra-estruturas rurais, a promoção de actividades de emponderamento da mulher, assim como acções de apoio à cidadania.
O município do Cazenga conta com 115 escolas estatais, dos quais 69 primárias, 14 complexos e 18 colégios públicos.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade