Economia

Luanda ganha fábrica de galvanização de aço a quente

A empresa de capital angolano Anglobal inaugurou esta quinta-feira (15), em Luanda, uma unidade de galvanização de aço a quente, única no país, num investimento global de 14,5 milhões de dólares.

15/07/2021  Última atualização 21H00
© Fotografia por: DR

O investimento na fábrica Galvostahl foi feito através de fundos próprios (50%) e financiamento da banca comercial (50%).

A unidade de galvanização de aço a quente é essencial para vários processos que incluem infraestruturas de aço e garante uma autonomia na produção vai permitir "aumentar a capacidade de resposta na construção de torres de telecomunicações e transporte de energia de alta, média e baixa tensão”, segundo o presidente do grupo, Victor Lima, citado num comunicado da empresa.

Do ponto de vista económico e social este investimento representa a aposta da Anglobal na diversificação, garantindo um investimento nacional em unidades de produção locais e reduzindo as necessidades de importação deste tipo de materiais com impacto directo nas necessidades de pagamentos em moeda estrangeira, sublinha a empresa.

A Galvostahl vai empregar numa fase inicial 116 colaboradores. Desde que foi fundada em 2003, a Anglobal tem tido um crescimento sólido, mas também noutras geografias, nomeadamente em Cabo Verde e Portugal.

Segundo a Lusa, Anglobal é uma empresa de engenharia fundada em 2003, que actua no sector das Telecomunicações e Energias, com sede em Benguela e escritório central em Luanda.

A empresa tem cerca de 600 colaboradores e iniciou a sua internacionalização em 2014 com a abertura de uma sucursal em São Tomé e Príncipe, inaugurando escritórios em 2015 em Cabo Verde e mais recentemente em Portugal.

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia