Política

Luanda acolhe Fórum Internacional da Juventude com as Embaixadas

Edvaldo Lemos | Caxito

Jornalista

Cerca de 900 líderes juvenis africanos participam, de hoje a sexta-feira, na II Edição do Fórum Internacional da Juventude com as Embaixadas, a decorrer no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda.

23/11/2022  Última atualização 06H25
Cidade de Luanda © Fotografia por: Edições Novembro

O evento, a decorrer sob o lema  "African United",  juntos com o mesmo pensamento, reúne  angolanos e estrangeiros com o objectivo de promover o intercâmbio, experiências e oportunidades entre jovens e as embaixadas acreditadas nos diversos países africanos.

Vários líderes de organizações juvenis já confirmaram a presença no encontro de Luanda, nomeadamente, Ussumane Sadjo, da Guiné-Bissau, Alector Timas, de Cabo Verde, Ruth Boane, Albertina Tembe, Samuel Jotamo e Joe Williams, de Moçambique, Isildo Tito Marques e Winy Mule, de Angola.

Estão também confirmadas as presenças dos embaixadores Gong Tao, da China, Josef Smets, Bélgica, Rafael Vidal, do Brasil, Estados Unidos, Tulinabo Mushingi, e de Portugal, Francisco Alegre Duarte.

A cerimónia terá momentos de distinções e condecorações de entidades nacionais e internacionais que se têm destacado nas mais diversas áreas da sociedade em África, que receberão diplomas e crachás de reconhecimento pelo trabalho realizado no continente.

As distinções e condecorações serão das seguintes categorias: "Paz e Resolução de Conflitos em África", "Amigo de África" e "Desenvolvimento Económico e Social" a nível do continente africano.

 Em declarações, ontem, ao Jornal de Angola, o porta-voz do Fórum, Carlos Vemba, disse que a organização pretende homenagear, neste dia, o Presidente de Angola, João Lourenço, pelo seu empenho e dedicação na resolução dos problemas do continente africano.

"Os jovens africanos também reconhecem o empenho do Senhor Presidente de Angola, João Lourenço, como filho de África que tudo tem feito para resolver as crises que o continente atravessa", realçou.

Carlos Vemba adiantou que o financiamento para a materialização de projectos da juventude  é uma das questões que constam nos seis painéis levados a debate pelos líderes e associações juvenis.

"Os jovens vão expor os projectos para empreender, mas que muitas vezes não têm encontrado financiamento. Vamos apresentar estes projectos naquele que é o maior fórum de  interacção da juventude com os embaixadores", sustentou.

 O evento, organizado pela Associação dos Especialistas em Relações Internacionais de Angola e pelo Fórum Internacional de Jovens com as Embaixadas (FIJE), é dirigido aos líderes de opinião, representantes de organizações partidárias e de associações juvenis.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política