Política

Líder do MPLA orienta acto político em Ndalatando

Adelina Inácio|

Jornalista

O presidente do MPLA, João Lourenço, está, desde ontem, na província do Cuanza Norte, para orientar, hoje, um acto político de massas, na Feira de Ndalatando, onde são esperados mais de 40 mil pessoas, entre militantes e simpatizantes do partido nos dez municípios da província.

11/08/2022  Última atualização 06H15
PR, está desde ontem no Cuanza Norte © Fotografia por: Contreiras Pipa| Edições Novembro

O candidato do MPLA a Presidente da República chegou na tarde de ontem à cidade de Ndalatando, província do Cuanza-Norte, depois de ter orientado um acto político de massas em Malanje. João Lourenço vai apresentar aos militantes e simpatizantes o manifesto eleitoral e o programa de governo para o período 2022-2027.

Em declarações ao Jornal de Angola, o secretário para os Assuntos Políticos, Económicos, Sociais e Eleitorais do MPLA no Cuanza-Norte, Osvaldo Caculo, disse acreditar que o líder do MPLA vai também falar sobre os programas que o partido preparou para os próximos cincos anos para a província do Cuanza-Norte.

Osvaldo Caculo disse esperar, também, que o presidente João Lourenço se pronuncie sobre os projectos em curso, com destaque para o aumento e conclusão de habitações na Centralidade de Ndalatando e a construção de uma nova centralidade no município de Cambambe.

Osvaldo Caculo disse que a população do Cuanza-Norte tem preocupações que se prendem com a conclusão da centralidade. "Esperamos que o Presidente se pronuncie sobre o aumento do número de apartamentos na centralidade uma vez que tem apenas 212 apartamentos”, disse.

Problemas relacionados com o fornecimento de água na cidade de Ndalatando, questões sobre as vias de acesso, a construção de um Centro Materno Infantil, bem como a conclusão das obras do Hospital provincial devem, igualmente, ser referidos pelo candidato do MPLA.

Relativamente à água, Osvaldo Caculo disse haver projectos em implementação, mas defendeu que sejam acelerados para servir a população.

 

Fomento do auto-emprego

O dirigente do MPLA no Cuanza-Norte disse que se espera que João Lourenço se pronuncie também sobre o fomento do auto-emprego e sobre os projectos relacionados com as estradas Golungo Alto/Gonguembo, Samba Caju/Banga e Bolongongo/Quiculungo. "Os Trabalhos começaram a bom ritmo e esperamos que sejam acelerados”, defendeu.

O segundo secretário no MPLA no Cuanza-Norte, Félix Caculo, afirmou que o MPLA está preparado para os desafios que se impõem para os próximos cinco anos e garantiu que os militantes do partido nesta província apoiam o presidente João Lourenço nesta empreitada.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política