Sociedade

Lar recebe donativo

Mais de mil toneladas de produtos não perecíveis e também roupas usadas, assim como calçado foram recolhidos em Luanda por estudantes da Universidade Metodista de Angola (UMA), durante a primeira edição do Festival de Curtas Metragens, organizado pela Faculdade de Engenharia daquela instituição de ensino superior.

14/11/2019  Última atualização 10H59
DR © Fotografia por: Crianças do lar mostram-se felizes pelo gesto dos estudantes

Em declarações à imprensa, o coordenador do evento, António Alberto, disse que o donativo vai beneficiar o lar de acolhimento da Comunidade de São Pedro, localizado no Distrito do Kikuxi, município de Viana.
O docente explicou que a ideia de apoiar aquele lar de acolhimento surgiu durante uma visita efectuada a alguns bairros periféricos de Luanda, onde se depararam com as dificuldades existentes nesses centros de crianças órfãs e desfavorecidas socialmente.
Para esta primeira edição, disse, decidiu-se brindar o lar da Comunidade de São Pedro, pois constatou-se que as crianças e adolescentes que têm este centro como sua casa passam por inúmeras dificuldades de alimentação, de roupa e de calçado.
De acordo com o responsável, a ideia não é parar por esta actividade. “Estamos felizes por termos ajudado estas crianças e contamos dar continuidade a essa iniciativa, esperando pelo apoio de toda a comunidade estudantil da Universidade Metodista e não só, para que se juntem à nossa causa”, explicou.
O Festival de Curtas Metragens é uma actividade inserida na “cadeira” de Produção de Conteúdos Multimédia, do curso de Engenharia Informática, com a finalidade de mostrar ferramentas para a produção de conteúdos digitais.
Nos anos anteriores, os estudantes da “cadeira” de Curta Metragem produziam conteúdos que não eram divulgados, daí que este ano tenha surgido a necessidade da realização desta actividade, por forma a tornar público os feitos destes.
“Passados dois anos, houve necessidade de inovarmos a ‘cadeira’, permitindo que os estudantes mostrem o que produzem na academia. Decidimos tirar as produções da academia para o mundo”, referiu.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade