Cultura

Lançada em Portugal obra sobre História de Angola

A obra sobre a História de Angola, do médico especialista em Patologia Humana, Carlos Mariano, foi lançada sexta - feira, no Padrão dos Descobrimentos, em Belém, Lisboa.

31/10/2021  Última atualização 09H35
Médico Carlos Mariano © Fotografia por: DR
Com o título "Angola -desde a sua criação pelos portugueses até ao êxodo destes por nossa criação', a obra, dividida em três volumes, tem mais de duas mil páginas. É uma narrativa da História de Angola desde o período pré-colonial até à Luta de Libertação Nacional.

Onofre dos Santos, juiz conselheiro jubilado, que prefaciou um dos volumes, considerou o livro "uma obra monumental", de leitura obrigatória para os estudiosos e não só.
"É um livro extraordinário que devia ser disponibilizado nas bibliotecas e mediatecas para os estudantes puderem consultar", defendeu.

Segundo Onofre dos Santos, a obra é resultado de um trabalho de investigação de mais de duas décadas "que deve ser respeitado e valorizado".

Marcolino Moco, outro prefaciador, destacou a qualidade do livro, sublinhando tratar-se de uma obra completa sobre a História de Angola, com detalhes muito interessantes que " nos levam a compreender melhor o nosso passado".
Para o autor, a História de Angola é um património de todos os angolanos, com períodos de felicidade e de tristeza, como a de qualquer outro povo.


"Penso que esta actividade é um triunfo da reconciliação, dos ideais dos nossos antepassados", referiu.
Professor catedrático da Universidade Agostinho Neto, Carlos Mariano nasceu no Uíge, em 1957.
Autor da História Geral de Angola, publicou várias contribuições sobre a história do país em veículos científicos nacionais e estrangeiros. Em 1998, publicou o Ensino da Medicina em Angola.


Carlos Mariano foi director, hoje decano, da Faculdade de Medicina da Universidade Agostinho Neto e do Hospital Américo Boavida, tendo sido  director-geral da mesma instituição.


Além da sua formação em medicina, é investigador de História.
O acto de lançamento contou com a presença do embaixador de Angola em Portugal, Carlos Alberto Fonseca.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura