Cultura

Kusimona pede aposta na difusão do folclore

Avelino Umba|

O cantor Kusimona defendeu, este sábado, em Luanda, uma maior aposta na promoção da música folclórica no mercado, de forma a dar mais espaço aos criadores deste género.

12/06/2022  Última atualização 18H40
Artista está preocupado com o desaparecimento de estilos © Fotografia por: DR

Com uma carreira iniciada em 2008, o cantor disse que devido à fraca aposta neste género musical, até hoje continua a procura de patrocínio para editar o disco de estreia.

Para materializar o sonho, o artista, que canta em língua nacional songo, assegurou ter quase 50 composições, das quais 30 já estão gravadas. No momento, esclareceu, quer apenas colocar o disco no mercado, feito em especial para os amantes da música folclórica do sudeste de Malanje.

As canções na língua songo, explicou, são uma forma de homenagear a sua terra natal. O amor, a paz e o sofrimento são os temas predominantes nas canções.

O cantor, admirador confesso de Maya Cool, com quem sonha um dia partilhar os palcos, acredita ser essencial voltar a se dar mais destaque  à música folclórica, por ter muitos traços da identidade nacional.

"Actualmente, talvez por influência da língua, as músicas são tocadas, com frequência, na emissora regional de Malanje, na Rádio Cacuaco e no Canal Ngola Yetu, do grupo RNA”, contou.

Natural do Singuri, comuna do Rimba, município do Luquembro, em Malanje, o músico, que reside actualmente em Luanda, espera conquistar um lugar mais activo no mercado o próximo ano.


Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura