Cultura

Kumbi Lixia faz vibrar público no FestiSumbe

O grupo folclórico do Cuanza-Sul Kumbi Lixia foi a grande revelação da edição especial do Festival Internacional de Música do Sumbe (FestiSumbe), que decorreu, sexta-feira última, na marginal da cidade do Sumbe, província do Cuanza Sul, proporcionando aos convivas um espectáculo diferente.

22/09/2021  Última atualização 05H40
No estilo, que lhes é característico,  Kumbi Lixia fez vibrar o público que acompanhou a interpretação das suas canções, com destaque para o tema "Sonina Cua Tio”, que traduzido para português significa "Escreva para o tio”.
Sem avançar o título, os integrantes do grupo, durante a actuação no FestiSumbe 2021, anunciaram  para No-vembro deste ano, o lançamento do seu quarto trabalho discográfico, depois de "Viva a Paz”, "Xinga Wanga” (A Inveja e o Feitiço) e "Otchaly Tchapeta Ilonga” (Por favor trouxe problema). 
Com cinco elementos, o grupo Kumbi Lixia foi fundado em 1987 na Mbanza Pumbué, arredores da vila da Quibala. 
Para além do Kumbi Lixia, actuaram nesta edição espe-cial os músicos locais: Mister Dembo, Tio Cardoso, Edna Sulana, Jota Mbuando e o jovem Maneira do Arraso, que constitui a continuidade do estilo Catambi da região da Ngangula, que é seguidor do Tio Cardoso. 
Este ano, o FestiSumbe  proporcionou um espectáculo músico-dançante, apesar das restrições impostas pelas de medidas de biossegurança, impostas pela pandemia da Covid-19. 
Apesar da pouca adesão de músicos de renome, como era da praxe nas edições passadas, a presente edição especial do festival realizou-se no quadro das comemorações dos 104 anos de existência da província do Cuanza Sul e procurou responder aos anseios da população, sobretudo dos convívios que "mataram saudades” em assistir um espectáculo daquela dimensão.
Casimiro José | Sumbe

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura