Cultura

Joyce Jazz apresenta pinturas na galeria Tamar Golan

A inauguração da exposição individual de Joyce Jazz, intitulada “Cores e Paz de Joyce na Génesis de Jazz”, é inaugurada hoje, às 18h00, na galeria Tamar Golan, seguido do concerto musical “Massemba Jazz”, com Vladimiro Gonga, uma iniciativa da Fundação Arte e Cultura.

16/09/2022  Última atualização 06H20
Artista mostra uma viagem colorida com influências do pai © Fotografia por: DR
"Cores e Paz de Joyce na Génesis de Jazz” apresenta uma viagem colorida, por meio de pinceladas soltas, acabando por trazer memórias e influências, muito claras, do grande mestre Paulo Jazz.

A exposição ficará patente ao público até ao próximo dia 14 de Outubro, podendo ser visitada de segunda a sexta-feira, das 9h00 às 17h00, na galeria Tamar Golan, na Ilha do Cabo.

Joyce Jazz é pintora, desenhadora e Youtuber. Desde muito cedo que foi influenciada o gosto pelas artes plásticas pelo pai, o Mestre Paulo Jazz. Tudo que sabe sobre as artes plásticas aprendeu na Escola Paulo Jazz. No seu percurso de aprendizado, participou no seminário de cerâmica, em Luanda, no ano de 2006, realizado pela União Nacional dos Artistas Plásticos (UNAP) e BARRACHA-Fornos e Tecnologias Termodinâmicas.

As suas obras encontram-se espalhadas em colecções particulares, galerias de África, Europa, Ásia, Américas do Sul e do Norte. Os seus trabalhos também são conhecidos na China, Estados Unidos, França, Portugal, Londres. Participou em exposições colectivas com artistas de referência tais como Paulo Jazz, Paulo Kapela e António Olé.

Em 2018, teve algumas aulas com o professor brasileiro David Pedrosa.  Em 2019, participou na Exposição Universal Beyond The veil Women’s art in Honor of the 58th Venice Biennale 2019. Desde pequena na companhia de Paulo Jazz que tem participado em exposições colectivas na UNAP, Casa Azul de Nuno Pimentel, FENACULT, Plasticidades Anti-Covid-19, Tributo a Paulo Jazz e Cores de Guardiães."Massemba Jazz”

Uma hora depois da inauguração da exposição, o músico Vladimiro Gonga actua, no Wyza Anfiteatro, na Fundação Arte e Cultura, para a apresentar temas do disco "Massemba Jazz” e alguns do "Uazekele”, seu próximo álbum, com o suporte da Gonga e Banda.

 Vladmiro Gonga, bem conhecido nas vertentes, nacional e internacional, destaca-se pela fusão rítmica das suas músicas (bem assentes em África) e sonoridades que caminham entre o jazz e bossa nova. Numa busca criativa, traz novas nuances à música popular angolana e propõe uma apresentação intimista, reforçando a atmosfera jazzística. Com um estilo experimental bastante antigo, é produtor e arranjista de suas próprias obras. Entre os seus sucessos musicais destacam-se "Massemba Jazz”, "A Valsa da Zungueira”, "NgongoYetu”, "Querer o bem”, "Weza”, "Ortografia do Semba”, "Saudade sem idade”, "Só amor”, "Etchi” e "Influências do Semba”.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura