Regiões

Jovens capacitados em gestão de negócios

Kayila Silvina | Mbanza Kongo

Jornalista

Um total de 160 jovens foram capacitados em matéria de empreendedorismo e gestão de negócios, em Mbanza Congo, província do Zaire, durante um seminário, de cinco dias, promovido pelo gabinete provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desportos, cujo encerramento, aconteceu, ontem, nesta região.

30/07/2022  Última atualização 09H37
Jovens foram capacitados em matéria de empreendedorismo e gestão © Fotografia por: Lourenço Bule | Edições Novembro | Menongue

A acção formativa que contou com a parceria do Instituto Nacional de Apoio a Pequenas e Medias Empresas (INAPEM) e o Instituto Angolano da Juventude (IAJ), teve como objectivo munir às associações juvenis e os líderes das  cooperativas agrícolas de ferramentas sobre a educação financeira, para melhorar a gestão dos seus negócios a nível da região.

No acto de encerramento, a directora do Gabinete provincial da Cultura, Juventude e Desporto, Nzuzi Makiese Wete Kadi, enalteceu a realização do seminário que vai de encontro com as apostas do Executivo na garantia  de mais empregos à juventude, através do empoderamento e empreendedorismo.

Nzuzi Kadi disse que a formação permite aos jovens criarem a sua própria empresa e negócio, uma vez que têm ferramentas suficientes para o efeito, para poderem ultrapassar as barreiras que no passado julgavam serem difíceis.

Por seu turno, a coordenadora provincial do INAPEM no Zaire, Maria dos Anjos Wazika Gonçalves acredita que a formação vai permitir que a província tenha bons empreendedores para o seu desenvolvimento, em particular o município de Mbanza Congo.

Maria Gonçalves apelou aos recém-formados para colocarem em prática os conhecimentos adquiridos, não esquecendo as características do empreendedor, baseada em assumir riscos, e saber levar em consideração os três eixos da caminhada "força”, "fé” e "foco”. Disse que a cidade de Mbanza Kongo carece de muitos serviços e que é o momento para os empreendedores analisarem as oportunidades e colocarem o seu "negócio em prática e ter lucros”.

Divina Sivi Mavuidi, 28 anos, que se formou em Corte e Costura, disse que com a formação que beneficiou está preparada para empreender e no futuro criar o seu próprio negócio e empregar outros jovens.

Já Mayingi João Pedro considerou que a formação vai servir como uma oportunidade para colocar em prática os seus projectos e criar um negócio lucrativo, no sentido de garantir emprego a outros.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões