Sociedade

Josina Machel precisa de mais 100 médicos

Alexa Sonhi

Jornalista

O Hospital Josina Machel (HJM) precisa de mais 100 médicos de diferentes especialidades para garantir um atendimento mais célere e humanizado aos cerca de 450 pacientes que acorrem, diariamente, à unidade clínica de nível terciário, apelou, sábado (23), o seu director-geral.

24/10/2021  Última atualização 05H20
Carlos Zeca, director do HJM © Fotografia por: Maria Augusta|Edições Novembro
Carlos Zeca, que fazia o balanço das terceiras Jornadas Científicas Angola e Cuba, realizadas no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda, disse que, entre as especialidades com maior necessidade de reforço, estão as de Maxilo-facial, Oftalmologia, Neurocirurgia e Cirurgia Geral.

Actualmente, o hospital possui um total de 111 médicos, sendo 81 especialistas e 30 clínicos gerais, avançou Carlos Zeca, durante as jornadas, que decorreram sob o lema "Para um Atendimento em Saúde com Qualidade, Promovamos a Investigação".

Dos 81 especialistas, 25 são de nacionalidade cubana, que trabalham na unidade clínica fruto de uma parceria entre os Governos de Angola e Cuba.

Apesar do número reduzido de médicos, o director-geral assegurou que o Hospital Josina Machel, em seis meses, realizou um total de 153 cirurgias de alta complexidade em crianças e adultos, nas especialidades de Maxilo-facial, cabeça e pescoço e Cirurgia Geral.

Na área de Cardiologia, Carlos Zeca disse que as cirurgias estão suspensas, temporariamente, por causa das obras de melhoria que decorrem no bloco operatório. Esse serviço vai beneficiar de tecnologia de ponta.
Apesar das cirurgias cardíacas estarem suspensas, Carlos Zeca referiu que o processo de colocação de "marca-passos” continua a ser feito, num compartimento do bloco central, tendo, nos últimos seis meses, sido implantados 108 dispositivos.

"O ‘marca-passos’ é um pequeno dispositivo implantado ao lado do coração e tem a função de monitorar os ritmos cardíacos e estimular o coração, evitando que os batimentos fiquem abaixo do considerado ideal".

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Sociedade