Política

Jornalistas exortados a observarem o rigor

Estanislau Costa | Lubango

Jornalista

Os jornalistas envolvidos na cobertura das Eleições Gerais de 24 de Agosto devem ter em atenção as normas técnico-profissionais, a Lei de Imprensa e o sentido de dever, para que se observe, durante este período especial, um ambiente estável, que oriente a participação de todos os actores de forma ordeira e exemplar.

17/06/2022  Última atualização 07H20
Diplomata americana interagiu com jornalistas no Lubango © Fotografia por: DR

A secretária de Imprensa, Cultura e Educação da Embaixada dos Estados Unidos da América em Angola, Cynthia Day, sublinhou, no discurso de encerramento do seminário sobre "Cobertura Eleitoral e Jornalismo Online", que a actividade jornalística é fundamental para a criação de um ambiente equilibrado durante o período eleitoral.   

Durante o evento, uma iniciativa do Sindicato dos Jornalistas Angolanos (SJA), em parceria com a Embaixada norte-americana em Angola, a secretaria de Imprensa, Cynthia Day, fez saber que nessa era, em que circulam muitas notícias falsas, o papel dos jornalistas é vital na garantia da veracidade dos factos.

 "Os jornalistas devem se empenhar, cada vez mais, na construção de reportagens precisas e transparentes, para que se mantenha o grande público bem informado", sublinhou, tendo afirmado que o Governo -norte-americano acredita numa imprensa livre, crítica e no âmbito de uma sociedade aberta.

Cynthia Day realçou que a Administração dos Estados Unidos da América, através da sua Embaixada em Angola, acredita no benefício do jornalismo angolano, a partir de um trabalho feito com rigor, a favor do público. "Desde 1998, os jornalistas angolanos têm beneficiado de formações do género, sobretudo em período eleitoral".

A secretária de Imprensa, Cultura e Educação da Embaixada dos Estados Unidos da América em Angola incentivou os jornalistas a utilizarem os conhecimentos e ferramentas adquiridas no evento, de modo que se observe, cada vez mais, uma prestação de serviço público com qualidade, e que se afirme numa sociedade aberta e plural.

O ciclo de eventos, promovido pelo SJA, terminou na Huíla, depois de ter passado por Malange e Benguela. O jornalista da Edições Novembro-EP, Domingos Mucuta, enalteceu a realização do Workshop. "Foi oportuno aflorarmos conhecimentos ligados ao nosso exercício, para se afastar especulações durante a cobertura eleitoral, que possam distorcer à apreciação dos programas dos partidos concorrentes", frisou o interlocutor.

Os participantes ao certame, que decorreu na cidade do Lubango, província da Huíla, avaliaram, também, conhecimentos do domínio do Sistema Eleitoral, Transformação de Votos em Mandatos, Qualidade Jornalística e do Código de Ética e Deontologia Profissional. Estas discussões técnicas envolveram, principalmente, jornalistas brasileiros, que tomaram parte do workshop por vídeo-conferência.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política