Cultura

Jomo Fortunato lamenta morte Cristóvão Kajibanga

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, manifestou-se esta terça-feira (28) consternado com o falecimento do ex-director provincial da Cultura de Benguela, Cristóvão Mário Kajibanga, ocorrido hoje, por doença.

28/09/2021  Última atualização 21H19
Cristóvão Kajibanga © Fotografia por: DR

Em mensagem de condolências, o ministro contou que o malogrado é originário do Leste de Angola, mudou-se há 44 anos para Benguela e teve a iniciação tradicional em ambientes educacionais de cruzamentos culturais, com destaque para as culturas Luba, Lunda e Tchokwe.

"Cristóvã Kajibanga começou a fazer política cultural em 1986, tendo fundado o grupo de dança "Os Bismas das Acácias",  vencedores do Prémio Nacional de Cultura e Artes, na edição 2006”, destacou Jomo Fortunato.

O ministro realçou ainda que Cristóvã Kajibanga foi um homem de cultura, um dos fundadores da Escola de Formação de Professores do Dombe Grande e do KAT, projecto que engloba um colégio e uma editora.

Para o governante, na condição de director provincial da Cultura de Benguela e de director da Cultura, Turismo, Juventude e desportos cargos que exerceu de 2010 a 2021, "desenvolveu um intenso trabalho de investigação e de promoção cultural endógena”.

"Nesta hora de dor e tristeza, em seu nome e de todos os funcionários e colaboradores do Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, apresenta à família enlutada os mais profundos sentimentos de pesar”, lê-se na mensagem a que o Jornal de Angola teve acesso.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura