Cultura

Jomo Fortunato defende multiplicação de espaços que promovam a leitura

O ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato, defendeu esta quinta-feira (1), a multiplicação de espaços que promovam o acesso facilitado à leitura independente e iniciativas diversificadas de carácter informal, que venham a desenvolver as capacidades intelectuais, linguísticas e sociais dos cidadãos.

01/07/2021  Última atualização 17H47
Ministro da Cultura, Turismo e Ambiente, Jomo Fortunato © Fotografia por: Dombele Bernardo

"Comemora-se hoje, 1 de Julho, o Dia Mundial das Bibliotecas, ocasião que consideramos, particularmente, oportuna para uma reflexão profunda, em torno das novas exigências da gestão das bibliotecas, em tempo de pandemia", destacou numa mensagem.  

Na visão do ministro, as bibliotecas têm por função a aquisição, tratamento e disponibilização de documentos e informações nos mais variados suportes, visando a satisfação das necessidades de investigação e educação dos utilizadores, contribuindo, assim, para o desenvolvimento cultural, económico, político e social do país.

Ministério da Cultura, Turismo e Ambiente, disse, pretende promover e fortalecer a Rede Nacional de Bibliotecas Públicas, escolares, universitárias e comunitárias, o que contribui para a elevação do nível intelectual dos cidadãos, elevar o nível de cidadania, bem como assegurar e incentivar a participação democrática da população, na resolução dos problemas nacionais.

De acordo com Jomo Fortunato, o pelouro que dirige tem realizado vários projectos de capacitação profissional em biblioteconomia, com o fito de capacitar os técnicos das bibliotecas, o que indicia uma forte aposta do governo na qualidade técnica do serviço público, no domínio da gestão das bibliotecas. 

 

 

 

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura