Política

João Lourenço defende construção de infra-estruturas para interligar países da SADC

Xavier António

Jornalista

A Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) deve procurar desenvolver um plano de construção de infra-estruturas robustas, de ampliação e de melhoramento das já existentes, que permitam a interligação entre os diferentes países da região.

14/06/2024  Última atualização 20H04
© Fotografia por: CIPRA
O facto foi avançado, esta sexta-feira, em Gaberone, no Botswana, pelo Chefe de Estado, João Lourenço, que discursava para os quadros da SADC, no âmbito da visita que realiza na sede desta organização regional.

No entender de João Lourenço, que é também o Presidente em exercício da SADC, a construção de infra-estruturas vai permitir benefícios recíprocos das capacidades e potencialidades de cada um dos Estados Membros, dentro de um quadro de complementaridade e vantagens mútuas.


"É nosso dever procurar explorar ao máximo o grande potencial energético de que os países da região dispõem, mobilizando linhas de financiamento para projectos de construção de barragens hidroeléctricas, centrais eólicas e fotovoltaicas e para a construção das linhas de transportação da energia produzida em alguns países para outros", salientou o João Lourenço.

 Nos últimos anos, destacou, Angola vem aumentando consideravelmente a oferta de energia eléctrica de centrais hidroeléctricas e parques fotovoltaicos, dispondo já de um considerável excedente de produção de energia eléctrica, que deve ser colocado ao dispor da região, para ajudar a suprir a crise energética que alguns dos países da SADC enfrentam.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política