Política

João Lourenço apela às autoridades santomenses a agir com espírito de justiça

JA Online

O Chefe de Estado, João Lourenço, apelou, este sábado, às autoridades santomenses no sentido de procurar agir com espírito de justiça e serenidade para clarificar a situação (que o país vive actualmente) e tomar as medidas pertinentes em estrita observância da legislação vigente no país e dos princípios dos direitos humanos.

26/11/2022  Última atualização 19H44
© Fotografia por: CIPRA
Eis a declaração na íntegra do Presidente João Lourenço: 

DECLARAÇÃO DA REPÚBLICA DE ANGOLA SOBRE A SITUAÇÃO PREVALECENTE NA REPÚBLICA DEMOCRÁTICA DE SÃO TOMÉ
 Na qualidade de Presidente da República de Angola e na de Presidente Pro Tempore da CPLP, tenho seguido com grave preocupação os acontecimentos ocorridos recentemente na República Democrática de São Tomé e Príncipe, onde há registos de perturbação à ordem democrática e constitucional, e em cujo contexto há a lamentar a perda de vidas humanas. Em presença desses factos, apelo às autoridades santomenses no sentido de procurar agir com espírito de justiça e serenidade para clarificar a situação e tomar as medidas pertinentes em estrita observância da legislação vigente no país e dos princípios dos direitos humanos.

 A República de Angola continuará a acompanhar com atenção o desenrolar dos acontecimento em São Tomé e Príncipe, e manifesta-se disponível para desempenhar o papel que lhe fôr requerido no âmbito da CPLP, com vista à construção de uma base de amplo entendimento entre todas as forças vivas da Nação santomense.
 Luanda, aos 26 de Novembro de 2022.
  JOÃO MANUEL GONÇALVES LOURENÇO

 PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE ANGOLAPRESIDENTE PRO TEMPORE DA COMUNIDADE DOS PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política