Política

JMPLA elogia valorização da mão-de-obra local

O primeiro secretário nacional da JMPLA, Crispiniano dos Santos, considerou a Zona Económica Especial (ZEE) Luanda – Bengo um exemplo, pela valorização da mão-de-obra nacional, com realce para os jovens, que ocupam 60 por cento dos postos das empresas em funcionamento.

01/12/2019  Última atualização 16H24
Vigas da Purificação | Edições Novembro

Em declarações à imprensa, no termo de uma visita à Zona Económica Especial (ZEE) Luanda – Bengo, em Viana, Crispiniano dos Santos disse ter ficado bem impressionado com o que constatou naquele parque industrial. “Saio da Zona Económica Especial satisfeito, por ter constatado ser um local onde estão concentrados muitos jovens a trabalhar para o desenvolvimento do país e para o aumento das suas rendas, sobretudo na redução do desemprego, que é um dos problemas que mais aflige a juventude”, frisou.
Crispiniano dos Santos considerou passageiros os actuais níveis de desemprego no país, facto que deve ser ultrapassado com o funcionamento, em pleno, das unidades fabris nos vários parques industriais.
O líder juvenil disse acreditar na redução do desemprego num futuro próximo, porquanto existem vários projectos traçados pelo Executivo para o aumento de postos de trabalho. Acompanhado por membros do Secretariado Nacional da JMPLA, Crispiniano dos Santos visitou duas unidades fabris e foi informado sobre o sistema de recrutamento e o funcionamento das referidas fábricas.
Na Agoplaste, unidade que se dedica à transformação de mais de 60 toneladas de matéria-prima em plástico por ano, Crispiniano dos Santos recebeu informações sobre o processo de fabricação de embalagens para resguardo de produtos diversos.
Na MedVida, dedicada, há 16 anos, à produção de materiais gastáveis hospitalares, ficou a saber um pouco mais sobre o funcionamento da fábrica de transformação de tecido em compressas e ligaduras médico-sanitárias, cuja produção mensal é de cerca de 16 milhões de unidades.
Os membros da JMPLA visitaram, igualmente, o Centro de Reabilitação Profissional e o Centro de Segurança e Saúde no Trabalho, em Viana, onde receberam explicações das respectivas direcções.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Política