Economia

Jefran e clientes põem de parte INADEC

O Instituto Nacional de Defesa do Consumidor (INADEC) anunciou ontem, em Lunada, declinar quaisquer responsabilidades resultantes das negociações directas entre a imobiliária Jefran e os clientes lesados.

03/07/2019  Última atualização 11H09
João Gomes | Edições Novembro © Fotografia por: Wuassamba Neto do INADEC

Segundo o chefe de Departamento de apoio ao consumidor e resolução de litígios da instituição, Wuassamba Neto, decorrem negociações entre as partes, apesar da suspensão de toda a actividade económica da em-presa por um período de 12 meses, determinada em Maio pelo INADEC.

“Observa-se que a Jefran está, de forma unilateral, a solucionar o caso sem a intervenção do Instituto”, disse.
Wuassamba Neto disse ter sido um ponto consensual nas anteriores concertações a obrigação das partes, nomeadamente a comissão dos lesados e a Jefran, notificarem ao INADEC todas as iniciativas desenvolvidas, visando a resolução do litígio, situação que não está a ser respeitada.
Segundo o gestor, no dia 24 de Junho, o INADEC recebeu das mãos da imobiliária uma lista de 35 clientes, que a empresa alegava ter resolvi-do todas as suas reclamações. Num trabalho de apuração dos factos, o Instituto contactou 16 consumidores da lista, destes apenas quatro confirmaram terem a situação realmente resolvida.
“O surgimento desta lista é a grande prova de que a Jefran está a dar passos para resolver a situação sem o nosso acompanhamento. Foi um oficio que caiu nas nossas mãos vindo da empresa imobiliária, a comunicar que foi resolvida esta situação sem a nossa presença”, afirmou.
A reacção da imobiliátia Jefran em nota de resposta não chegou à Redacção do Jornal de Angola até ao fecho desta edição.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia