Cultura

Jahmek Contemporary Art expõe “Safe to Visit” de Sandra Poulson

A instalação “Safe to Visit” de Sandra Poulson, novo trabalho da artista angolana, integra a secção “Statements” da feira para artistas emergentes, que decorre a partir de hoje até domingo, na Basileia, na Suíça.

13/06/2024  Última atualização 10H50
Artista angolana apresenta instalação de arte na Suíça © Fotografia por: DR

Com esta participação, a Jahmek Contemporary Art regressa à galeria helvética, após a bem-sucedida exposição inaugural deste espaço, em 2022, em que a artista Helena Uambembe ganhou o prémio Baloise.

Em "Safe to Visit”, Sandra Poulson explora as complexas relações com as armas mantidas pela sociedade angolana, como resultado de longos períodos de violência no país. Com base nas memórias da sua infância em Angola e nas da sua família e comunidade em geral, o trabalho da artista natural de Luanda explora a possibilidade de domesticação da guerra através da familiaridade com as próprias armas.

O trabalho segue a linha artística de Sandra Poulson, que incorpora o espírito da arte angolana contemporânea, misturando influências tradicionais com perspectivas modernas para revelar histórias, experiências e contextos sociais profundamente enraizados nas suas obras. A artista associa conhecimentos familiares e sociais herdados para desmantelar os fluxos contemporâneos da realidade angolana através de estudos semióticos de objectos comuns.

Mehak Vieira, fundadora e directora-geral da Jahmek Contemporary Art, afirmou: "Não poderíamos estar mais orgulhosos de apresentar Sandra Poulson, cujo novo e espectacular trabalho explora de forma forense o impacto da violência histórica em Angola nas memórias colectivas e pessoais. Sandra Poulson explora a história oculta nestes objectos.”

Por outro lado, Mehak Vieira sublinha também que "a participação numa das principais feiras de arte do mundo é particularmente significativa no momento em que entramos na contagem decrescente para o 50.º aniversário da Independência de Angola.”

Nos próximos meses, disse, a galeria sedeada em Luanda "conta com um calendário dinâmico de exposições que destaca a riqueza e diversidade da arte e cultura angolana, as contribuições de artistas estabelecidos e emergentes em Angola, e o compromisso em fomentar o talento artístico e promover um diálogo significativo com a comunidade”, informou.

A apresentação de Sandra Poulson na ArtBasel, segue-se à participação da artista na Bienal de Veneza 2024, onde foi um dos quatro jovens artistas emergentes a nível global, seleccionados pelo Biennale CollegeArte para integrar uma das principais montras artísticas do mundo.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Cultura