Mundo

Israel quer melhoria das condições em Gaza

O chefe da diplomacia israelita, Yair Lapid, apresentou, ontem, um projecto destinado a “melhorar as condições de vida” dos palestinianos em Gaza, em troca de um compromisso “à calma” do movimento Hamas, no poder neste enclave submetido a bloqueio.

14/09/2021  Última atualização 10H10
Cidade de Gaza está sem condições básicas © Fotografia por: DR
"Durante muito tempo, as duas únicas opções eram conquistar Gaza ou violências sem fim. São duas más op-ções”, declarou Lapid ao apresentar a sua iniciativa, designada "Economia em troca de segurança” no decurso de uma conferência de segurança em Jerusalém.


Em concreto, Lapid propôs um plano em dois tempos, mas sem incluir negociações com o Hamas, definido como "terrorista” por Israel.


Numa primeira fase, "as linhas eléctricas seriam reparadas, o gás ligado e construída uma fábrica de dessalinização de água”, em Gaza, território com dois milhões de habitantes submetido a um bloqueio israelita há mais de 15 anos e que apenas garante em média 12 horas de electricidade por dia e escassa água potável.


Em troca, os islamitas do Hamas deverão comprometer-se numa "calma de longa duração”, acrescentou Lapid, precisando que em caso de violência a resposta de Israel "será mais forte do que no passado”.

Numa segunda fase, admitiu a construção de um porto e de uma "ligação rodoviária” entre Gaza e a Cisjordânia, ocu-
pada por Israel, e uma nova zona industrial.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo