Mundo

Israel pede fim das negociações sobre acordo nuclear com Irão

O Primeiro-Ministro israelita, Naftali Bennett, pediu, quintq-feira (02), aos Estados Unidos “o fim imediato” das negociações sobre o programa nuclear iraniano.

03/12/2021  Última atualização 11H25
Programa nuclear iraniano junta negociadores na capital austríaca visando restabelecer os compromissos de ambas as partes © Fotografia por: DR
A posição do Chefe do Executivo de Israel foi comunicada durante um contacto telefónico entre Bennett e o secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, disseram fontes governamentais israelitas.

"O Irão faz da 'chantagem nuclear' uma táctica de negociação, sendo que a resposta a esta situação deve ser o fim imediato das negociações e adopção de medidas concretas por parte das grandes potências contra Teerão”, disse Bennett, de acordo com um comunicado.

Concluído em 2015 entre a República Islâmica do Irão e as grandes potências (Estados Unidos, Rússia, China, França, Alemanha, Reino Unido), o pacto foi posto em causa com a retirada unilateral dos Estados Unidos em 2018 e o restabelecimento das sanções, às quais Teerão reagiu rompendo com a maioria dos seus compromissos.
Após um hiato de seis meses, as negociações para o tentar salvar recomeçaram na segunda-feira em Viena.

A propósito, o ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão disse que um acordo sobre o programa nuclear iraniano pode ser alcançado, mas que tudo depende da "boa vontade” do Ocidente.

"Um acordo pode ser alcançado se o Ocidente mostrar boa vontade. Procuramos um diálogo racional, sóbrio e voltado para resultados”, escreveu Hossein Amir-Abdollahian na rede social Twitter na noite de quarta-feira.
"As discussões em Viena estão a decorrer de forma séria e a prioridade continua a ser o levantamento das sanções”, disse.

O acordo oferecia a Teerão o levantamento de parte das sanções que sufocavam a sua economia em troca de uma redução drástica do seu programa nuclear, colocado sob estrito controlo da ONU.

Hossein Amir-Abdollahian, que está a liderar as negociações a partir de Teerão, disse que "os especialistas continuam o seu trabalho”.

"Estou em contacto diário com o negociador-chefe (iraniano) Ali Bagheri” em Viena, declarou.  Após a reunião formal de segunda-feira, grupos de especialistas começaram a trabalhar na delicada questão das sanções dos Estados Unidos, antes de abordar os compromissos nucleares de Teerão.

Na terça-feira, os europeus disseram estar a contar com os próximos dias para avaliar a "seriedade” dos iranianos nas discussões, nas quais os norte-americanos participam indirectamente.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Mundo