Regiões

ISCED do Sumbe vai subvencionar cursos de doutoramento e mestrado

Víctor Pedro|Sumbe

O Instituto Superior de Ciências da Educação (ISCED) do Cuanza-Sul vai dispor de um programa de subvenção na formação de estudantes dos cursos de doutoramento e mestrado em Educação Pré-escolar, anunciou, sexta-feira, o seu presidente do Conselho de Gestão.

30/10/2022  Última atualização 13H09
ISCED quer imprimir maior qualidade na formação e abrir mais oportunidades para que estudantes possam prosseguir os estudos © Fotografia por: André Brndão | Edições Novembro | Menongue

Augusto José Fazenda, que falava durante a cerimónia de abertura do ano académico 2022/23 e o tradicional baptismo dos caloiros, explicou que o processo de subvenção dos referidos cursos de doutoramento e mestrado vão contar com financiamento da União Europeia.

Para materialização do projecto, o presidente do Conselho de Gestão do ISCED/Sumbe realçou que a subvenção das despesas da formação deve passar pelo processo de concurso, seguindo-se a homologação, que precisam de ser adequados aos aspectos técnicos.

O académico considerou que o ISCED/Sumbe, com 22 anos de existência, tem sido vanguarda no capítulo da formação de estudantes, para responder às necessidades do sector da Educação na província e não só, primando pela formação de qualidade.

"O objectivo da instituição vai ser a contínua aposta da formação de docentes com qualificação superior à altura do mercado, por forma a contribuir no desenvolvimento socioeconómico da região e do país em geral”, disse o responsável.

Ao fazer uma contextualização, realçou que o ISCED/Sumbe provêm do ex-Pólo Universitário do Cuanza-Sul, que tinha sido criado em 1999, afecto à Universidade Agostinho Neto. Com o redimensionamento do Ensino Superior no país passou a fazer parte da II região académica, sob a égide da Universidade Katyavala Bwila (UKB), tornando-se autónoma, à luz do Decreto Executivo nº 285/20 de 29 Outubro.

O presidente do Conselho de Gestão do ISCED indicou que a instituição conta, actualmente, com oito cursos de licenciatura (Geografia, História, Matemática, Química, Educação de infância, Ensino Primário, Sociologia, Língua Portuguesa) e três cursos de mestrado (Educação Pré-escolar, Ensino Primário e em Ciências da Educação).

Outras novidades

Entre as novidades para o presente ano académico, Augusto José Fazenda referiu que a instituição implementou mais dois novos cursos de licenciatura, que são de Língua Inglesa e de Física, tendo considerado um marco importante na oferta formativa a olhar pela necessidade do mercado.

Com um registo de 2.170 estudantes matriculados, neste ano académico, nos cursos de licenciatura e 139 no mestrado, o ISCED tem um quadro docente constituído por 12 doutores, 21 mestres e 13 licenciados.

O presidente do Conselho de Gestão avançou que 2.385 licenciados e 118 mestrados já foram lançados para o mercado de trabalho, desde a entrada em funcionamento do ISCED/Sumbe.

 

Cooperação científica

Augusto José Fazenda salientou que a instituição vai reforçar a cooperação com parceiros e congéneres nacionais e estrangeiras, através da realização de eventos científicos, no âmbito das grandes apostas em carteira.

"Os estudantes são chamados a abraçar o desafio de promover a investigação científica na instituição, com vista a despertar o interesse da classe e ajudar a desenvolverem o pensamento criativo e inovador para encontrar soluções aos problemas que afectam a sociedade”, frisou o presidente.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Regiões