Economia

Internet de banda larga chega ao Moxico

A Internet Technologies Angola S.A. anunciou, no fim-de-semana, o lançamento do serviço de Internet de banda larga na cidade do Luena, província do Moxico.

01/12/2021  Última atualização 08H30
© Fotografia por: DR
A iniciativa é parte de um plano estratégico de expansão e consolidação da cobertura nacional, que reflecte a aposta no mercado nacional das telecomunicações e o alinhamento do Grupo Paratus à estratégia do Governo para a expansão de banda larga e inclusão digital.
Numa extensão de mais de 1 000 quilómetros, esta ligação começa no Lobito, província de Benguela, segue ao longo do planalto central, passando pelo Huambo e Bié, e termina na cidade do Luena, Moxico. O projecto também contemplará uma ligação de mais de 300 quilómetros de Luena até o município do Luau e, posteriormente, estendendo-se até às capitais das províncias da Lunda-Sul, em Saurimo, e Lunda-Norte, no Dundo.
Inclusão digital
Para além de ligar o Leste ao país e ao mundo, o projecto também prevê fornecer serviços de Internet aos municípios ao longo da rota, o que permitirá aos habitantes e empresas a beneficiarem de serviços de alta qualidade e capacidade, viabilizar a entrada de novos serviços de telecomunicações, por exemplo, televisão por cabo. Na ocasião do lançamento, o vice-governador do Luena, Victor da Silva, disse que a ITA ao ligar o Luena ao resto do mundo, liga a saúde e a educação do Leste com a mais alta tecnologia do mundo.

"Com este serviço de Internet aqui no Moxico, seremos capazes de garantir um maior desenvolvimento dos níveis de qualidade de prestação de serviços, como na banca, na saúde, no ensino, e outros que beneficiarão directamente com esta internet”, afirmou.

Por sua vez, o director-geral da ITA, Francisco Pinto Leite, considera a ligação um novo capítulo nas telecomunicações do país e reafirma o compromisso da ITA e do Grupo Paratus em transformar Angola num "HUB" de dados na África Subsaariana.

Comentários

Seja o primeiro a comentar esta notícia!

Comente

Faça login para introduzir o seu comentário.

Login

Economia